SCInternacional.net
19
Roger
Atacante
Local de nascimento
1985/01/07
Ano de nascimento
30/11/-0001
Peso
79
Altura
1,84

Carreira

Nome: Roger Rodrigues da Silva

Roger foi revelado pela Ponte Preta, onde jogou durante três anos, antes de atuar pelo São Paulo. Neste clube, como reserva, foi campeão da Libertadores 2005.

Foi negociado com Palmeiras ainda em 2006 quando a diretoria do São Paulo trocou o jogador pelo lateral Lúcio, mas não teve sucesso e, em 2007, acabou voltando a Ponte Preta, para a disputa da Série B. Após uma rápida passagem pelo Al Nassr, foi contratado pelo Sport Recife, onde foi campeão pernambucano e campeão da Copa do Brasil 2008.

No início de 2009, ainda com seus direitos econômicos pertencentes ao São Paulo, foi novamente emprestado, dessa vez ao Fluminense, em uma negociação envolvendo o jogador Arouca, que foi para o clube paulista.

Após apenas quatro meses no Fluminense e com poucas chances no time titular, ainda mais após a chegada de Fred, acabou rescindindo seu contrato com o tricolor carioca e acertou, também por empréstimo, com o Vitória.

No rubro-negro de Salvador, viveu momentos conturbados. Apesar de ter sido o artilheiro do Leão no Brasileirão e ter disputado a artilharia do campeonato no primeiro turno, foi considerado responsável por diversos resultados negativos por desperdiçar muitas chances claras de gol ao longo do certame. Nunca tendo agradado a torcida leonina, Roger ainda sofreu a expectativa de sua filha, Giulia, nascida com um raro problema genético que não a deixava enxergar, que foi para a China tentar um tratamento para voltar a ver.

No final do ano, retornou ao clube paulista para a temporada de 2010. Recebeu a camisa de número 19, estreando em 17 de janeiro, pelo Campeonato Paulista, na derrota por 3-1 para a Portuguesa.

Porém, mais uma vez sem espaço no tricolor, foi emprestado em abril ao Guarani. Voltou a fazer gols, e inclusive brigar pela artilharia do Brasileirão durante as primeiras rodadas.
No dia 8 de julho de 2010, o São Paulo confirmou a venda do jogador para o futebol japonês, indo Roger para o Kashiwa Reysol, do Japão, por 1 milhão de dólares.

No dia 17 de julho de 2011, Roger retornou ao futebol brasileiro, com o Ceará anunciando o empréstimo do jogador, com um contrato válido até o final do ano.
Em dezembro de 2011 não renovou o contrato, deixando o Ceará e voltando para o Kashiwa Reysol.

Em 2012, acertou seu retorno ao Ponte Preta, declarando ter voltado para seu Time do Coração.

Em 28 de Dezembro de 2012 acertou seu retorno para o Sport, Onde foi campeão da Copa do Brasil: 2008. Sua estreia, foi em um jogo válido pela Copa do Nordeste onde Roger marcou o gol do empate, a partida terminou em 1 a 1.

No dia 5 de setembro de 2013, sendo bastante criticado pela torcida rubro-negra, Roger pediu pra deixar o Sport, e sem necessidade de pagamento de multa, acertou com o Clube Atlético Paranaense. 

Sem renovação, Roger acertou com o Suwon Bluewings por 1 ano.

Em 2015, Roger volta ao futebol brasileiro, desta vez, para atuar na Chapecoense.

Em 11 de setembro de 2015, Roger foi anunciado como novo reforço do Esporte Clube Bahia, fez sua estreia no dia 15 de setembro de 2015 contra o Ceará partida valida pela Série B marcando um gol e dando um assistência no empate de 2 x 2 na Arena Castelão.

Red Bull
Roger assinou com o Red Bull até o fim do campeonato paulista, foi artilheiro com 11 gols
Ponte Preta
Em 18 de abril de 2016 Roger assinou sua volta para a Ponte Preta.

Botafogo
Em 03 de novembro de 2016 Roger assinou um pré-contrato com o Botafogo, e se apresentou ao clube carioca em 2017 para ser a referência ofensiva do time na Libertadores, quando se encerrou seu contrato com Ponte Preta.

Internacional
Em 25 de novembro de 2017, foi anunciado sua contratação pelo Internacional, assinando contrato até dezembro de 2019.