Texto por Colaborador: Admin 20/11/2019 - 11:22

Cada vez mais o futebol tem se tornado um negócio ao invés de simplesmente um esporte. Hoje ele pode ser considerado, inclusive, um dos negócios mais lucrativos do mercado. Os jogadores deixaram de ser somente atletas para se tornarem produtos valiosos e moedas de troca importantes. As quantias recebidas em termos de salário são exorbitantes, sem contar os valores em publicidade. Muitos jogadores hoje faturam mais com propagandas do que nos campos, cenário que jamais existiu quando se pensa no futebol de antigamente, de craques como Pelé ou Maradona.

Os novos craques dessa geração, nomes como Neymar ou Mbappé, geram números escandalosos, que ainda assustam a muitos. Em muitos casos, esses valores também mexem com a cabeça de outros jogadores. As pressões dentro e fora dos campos são grandes, tanto para os craques, quanto para os que querem chegar nesse nível. Hoje, as janelas de transferência são conhecidas pelas altas negociações, principalmente quando se fala de clubes europeus. São bilhões de euros envolvidos em transferências, e os valores tendem a aumentar a cada ano.

No caso do jogador Neymar Jr, por exemplo, os valores pagos em suas transferências foram tão altos que hoje ele até figura no famoso livro dos recordes. Sua primeira mudança já foi sentida em termos numéricos. Do clube dos Santos para o Barcelona foram gastos cerca de 86 milhões de euros. No entanto, o que realmente impactou o mercado foi sua mudança para o Paris Saint-Germain, que custou 222 milhões de euros na época.
O companheiro do clube francês de Neymar, o jogador Kylian Mbappé, também entra para a lista de valores excessivos. O jovem atleta custou cerca de 180 milhões ao Paris Saint-Germain quando foi transferido. Alguns outros jogadores, brasileiros inclusive, também passam por essa lista, entre eles, Philippe Coutinho, ex-jogador do clube do Vasco da Gama, no Rio de Janeiro. Sua mudança custou cerca de 125 milhões de euros para o clube.

Esse tipo de transação é apenas um dos exemplos do que acontecem no dia a dia dos jogadores e membros de equipe dos times. Por isso eles sofrem extrema pressão, tanto dentro quanto fora dos campos. Números como os de Neymar podem afetar a cabeça de um jogador, e até mesmo de todo o time, por causa disso, muitos atletas buscam alternativas para relaxar e aliviar a tensão e pressão do universo do futebol.

Poker: alternativa do esporte fora dos campos

Um dos esportes mais procurados pelos jogadores de futebol enquanto hobby é o jogo de poker. E não só o poker offline, ao vivo ou em cassinos, mas também o poker online. Hoje, o poker online é um grande fenômeno na Internet, muito mais prático e com mais vantagens de jogo, que vem crescendo muito.

Além do fato do jogador poder acessar os jogos a qualquer hora do dia, de qualquer dispositivo e sem limitação de tempo, jogando poker online pode ainda praticar mais este esporte, pesquisar e utilizar novas estratégias de jogo. Também é possível descobrir as variedades de jogos disponíveis, conhecer melhor os jogadores e aproveitar todas as possibilidades para arriscar mais.

É por conta de toda essa popularidade que podemos agora encontrar em mesas de torneios celebridades e atletas, mais envolvidos neste esporte a participarem não só como jogadores mas também representando marcas específicas de poker, seja a nível nacional e internacional. O poker também é um bom jogo para que jogadores como os de futebol, possam colocar suas habilidades em prática. Assim como nos campos, a mesa de poker exige concentração, foco, reflexos rápidos e habilidade de enxergar o jogo.


Poker é mais do que um hobby

Todo o crescimento e popularidade do poker entre diversos grupos, desde famosos até jogadores regulares, trouxe mais visibilidade para o jogo e novas possibilidades. O jogo inclusive está cotado para se transformar em um esporte olímpico no futuro, o que traz mais uma semelhança entre o poker e o futebol. A decisão será tomada pela Associação Global de Federações de Esportes Internacionais, juntamente com o Comitê Internacional Olímpico. Os órgãos vão observar algumas modalidades do poker para decidir sobre sua inclusão na categoria olímpica, de acordo com sua relevância atual.

Desde 2010 o poker não é mais considerado um jogo de azar e sim um esporte. Ele foi reconhecido como um esporte da mente, assim como os jogos de xadrez, dama e bridge, pela Associação Internacional de Esportes da Mente (IMSA). Agora, ele é considerado como um jogo de estratégia, que exige muito estudo, testes, dedicação e prática.

Estes são alguns dos motivos que atraem tantos atletas, e principalmente jogadores de futebol, para as mesas de poker ou para outras plataformas online. O jogo tem evoluído e conquistado cada vez mais adeptos por todo o mundo, sejam eles famosos ou não.

Categorias

Ver todas categorias

Gustagol é um bom reserva para Paolo Guerrero?

Sim

Votar

Não

Votar

49 pessoas já votaram