Após 338 dias, o colorado deixou a Série B e voltou à Primeira Divisão. Acabou! Onze meses e três dias após o fatídico 1 a 1 com o Fluminense, que culminou com o inédito rebaixamento, o Inter, enfim, está de volta à elite do futebol brasileiro. Na noite desta terça-feira, a equipe, treinada interinamente por Odair Hellmann empatou em 0 a 0 com o Oeste na Arena Barueri, em Barueri. O resultado, apesar de mais uma fraca atuação, foi o suficiente para assegurar matematicamente uma das quatro vagas.

Em campo, no entanto, mais uma atuação abaixo do aceitável. O Oeste quase marcou no primeiro tempo, com William Cordeiro. O Colorado só chutou a gol aos 24 minutos da etapa final, quando Edenílson chutou da intermediária, para defesa de Rodolfo. O alvirrubro sefuiu sem produzir, mas alcançou o objetivo.

No sábado (18/11), às 17h, o Colorado encara o Goiás no Serra Dourada, e no dia 25 recebe o Guarani no Beira-Rio, pela última rodada do campeonato.

Muita pressão, pouco futebol. Internacional e Oeste prometiam fazer o grande jogo da rodada, mas a partida no primeiro tempo deixou muito a desejar tecnicamente. Com um Rubrão defensivo, o Colorado teve dificuldades contra a marcação rival e só assustou em um chute de Pottker, preso entre os zagueiros rivais. Do outro lado, o time paulista tentava sair no contra-ataque ou até mesmo na ligação direta. Perigo mesmo apenas no fim da primeira etapa, quando Willian Cordeiro bateu da entrada da área, para boa defesa de Danilo Fernandes. 

A partida voltou da mesma maneira. Sem criatividade, com passes errados. O Colorado não incomodava o gol de Rodolfo. O Oeste levava como podia. Aos 24, o Inter, enfim, deu um chute a gol. Edenílson arriscou da intermediária, para defesa em dois tempos do goleiro paulista. O lance até fez o Colorado adiantar a marcação mais adiantada e lutar, mas carente de qualidade. Aos 47, o time puxou um contra-ataque. Carlos, da entrada da área, arriscou, mas mandou para fora.

OESTE 0X0 INTER