O novo reforço do São Paulo, Valdívia, festejou o acerto com o clube, por empréstimo, até o final do ano, como uma oportunidade de recomeçar a carreira, em entrevista coletiva nesta quinta-feira (8/2) . Sem convencer no Inter e no Atlético-MG, o atleta de 23 anos se disse "são-paulino" desde criança, mesmo sem ter uma foto para provar:

"Fui procurar e não achei uma foto minha com a camisa do São Paulo. Acho que nem tinha, eu não tinha condições de ter uma. Mas o carinho que fica é muito bom. Agora, graças a Deus, vou ter camisa de sobra - disse, à SPFCTV, via Lancenet.

"Espero que seja um ano novo para mim. É um novo desafio. É começar bem o ano, ganhar títulos e ser feliz, é o que mais quero. Vou em busca do meu espaço. Não vou chegar jogando. Mas, quanto mais jogadores bons no elenco, melhor. Quem estiver melhor, vai jogar. Vou em busca do meu espaço, fazendo tudo como planejo, com humildade, cabeça no lugar, bem tranquilo para ajudar o São Paulo.


"Naquele ano em que fui muito bem, a bola entrava, e eu treinava muito também. Aqui no São Paulo, vou me dedicar ao máximo. Em uma partida, você pode mudar tudo. Você precisa estar focado, e vim focado, para ter mudanças, ajudar o São Paulo de todas as formas. Para minha carreira, é muito importante ter o São Paulo na minha vida. O que penso é ser feliz no São Paulo e manter.

"Vim pela grandeza do São Paulo, que é um clube muito bom, com uma estrutura muito boa. É o São Paulo, não tem nem como falar. Graças a Deus, as coisas foram bem encaminhadas, a minha vinda foi boa para todos os lados. É aproveitar esse momento. Tenho contrato até o final do ano, mas espero ficar muito mais. Vou me dedicar ao máximo para que valha a pena."