Nesta segunda-feira (1º), Argel Fucks acabou demitido pela diretoria do clube baiano. 

 Contratado em setembro do ano passado para livrar o time do rebaixamento à Série B, meta que foi cumprida, Argel Fucks comandou o Vitória em 42 jogos. À frente do Leão, foram 27 vitórias, cinco empates e 10 derrotas, o que rende um aproveitamento de 68%.

Apesar do aproveitamento no ano ser positivo, já que, dos 28 jogos que o rubro-negro fez, venceu 21, empatou quatro e perdeu três, a diretoria se desgastou com o treinador após as eliminações na Copa do Brasil, diante do Paraná, e na Copa do Nordeste, contra o maior rival, Bahia.

Além das eliminações das duas maiores competições do primeiro semestre, Argel também desagradou ao demonstrar um comportamento inadequado após o Ba-Vi que eliminou o rubro-negro do torneio regional. Provocado pelo volante Edson, do Bahia, o treinador chegou à porta do vestiário do Bahia aos berros: "Cadê o machão? Cadê o Edson? Chama ele aqui". A postura desagradou.

Além disso, Argel gritou com outros atletas tricolores e com o presidente do Bahia, Marcelo Sant'Ana. Na entrevista coletiva, ele também bradou contra a arbitragem do jogo.

RESUMO: correio24horas