Adentrando ao terreno de jogo com um trio de volantes Odair Hellmann já sinalizava o provável relaxamento, devido ao regulamento totalmente descabido da nossa copa nacional, e quase cai do cavalo o convicto treinador alvirrubro.

Fazendo uma partida de posse de bola rotativa porém com pouca profundidade a equipe colorada começou o jogo diante do misto do Boavista com uma proposta mais branda, tentando fazer valer o critério de resultados, e quando percebeu a enorme ineficácia dos cariocas saiu um pouco mais pelas alas, principalmente com Dudu.

A gama de meio-campistas defensivos inibia até certo ponto as articulações do time já que o cérebro criativo na figura de D'Alessandro buscava muito a posse na parte de trás da meia cancha. O tento colorado se originou de um cruzamento em que William Pottker como um legítimo nove empurrou para as redes, após a abertura de placar o Inter viveu o seu melhor momento no embate, criando oportunidades a seguir.

O gol de empate do modesto clube de Saquarema já nos minutos finais evidenciou a falta de consistência dos vermelhos, o trabalho ainda se inicia, porém sinais de batalha como este servem para que não se perca a guerra logo mais à frente.

Abraço a nação colorada!

Por Leandro Tavares / Contato https://twitter.com/LeTavares5