O preparador de goleiros Daniel Pavan e o goleiro Marcelo Lomba concederam entrevista coletiva conjunta, após o treinamento da manhã desta quinta-feira (11/01). A dupla abordou alguns dos desafios do Inter para a temporada 2018, projetou a formação do grupo de atletas e a importância dos arqueiros no novo estilo de jogo desejado por Odair Hellmann.

COLETIVA COMPLETA / EXCLUSIVO WWW.SCINTERNACIONAL.NET

RESUMO / TEXTO

Pavan:  "É muito importante a manutenção da base do grupo do ano passado. Também chegaram reforços. Tem a colocação do Odair como comandante, que conhece bem o grupo. O grupo é unido, demonstra isto. Fazia tempo que eu não via um grupo tão unido como o que temos hoje. Isto só vem a facilitar na busca pelos objetivos. Não queremos ser apenas participantes, procuramos ser campeões, que é o que a grandeza do Inter merece"..

"Fazia um tempo que eu não via um grupo de jogadores tão unidos como os que a gente tem hoje. Não queremos só participar dos campeonatos e sim ganhar títulos".

Sobre lesões do ano passado: "Foram momentos bem difíceis, momentos complicados, três jogadores que estavam inscritos, estavam lesionados. Esse ano vamos ter um cuidado um pouquinho maior e inscrever mais jogadores".

"A gente vem trabalhando ainda mais pra quando eles entrem ali possam estar nos ajudando ainda mais".

"A escola de goleiros do Inter é uma das melhores do Brasil. Provamos isto nos últimos anos. O goleiro titular da Seleção Brasiliera é formado aqui. Nossos goleiros do profissional demonstraram suas qualidades no ano passado. Vimos o Igor no Brasileiro de Aspirantes. Ele apresentou evolução, trabalhou conosco, ganhou o título em dezembro. É um goleiro que estamos trabalhando, monitorando e que pode fazer parte do grupo. Acompanhamos o Miguel também na Copa São Paulo".

Lomba:  "Constantes treinos com os pés, é importante esta ordem vir do treinador. Temos posicionamento, algo treinado. Posição dos zagueiros, laterais, volantes. Temos de ter segurança na saída de bola. Isto vem com treinamento. Vamos mais tranquilos, seguros. Sair bem a bola igual os times da Europa fazem, dá uma grande vantagem".

"Ano passado a gente tinha essa perspectiva que o goleiro que joga no banco joga menos, mas depois do ano passado tudo pode acontecer. A gente sempre tem que estar pronto pra jogar. Somos os últimos ali, temos que ter muita segurança na saída de bola" .

"O objetivo do Inter neste ano é ganhar títulos. Ano passado não ganhamos, batemos na trave. Queremos Gauchão, brigar no Brasileirão, Copa do Brasil, queremos chegar na Libertadores".

"O ano de 2018 começa e é um ano importante pra todos no clube. O elenco tem que estar com disposição".