Equipe colorada será comandada pelo auxiliar técnico Odair Hellmann na partida desta noite

Enquanto Guto Ferreira, que foi anunciado nessa terça como novo técnico do Inter, não assume, Odair Hellmann terá a incunbência de conduzir o time colorado à próxima fase da Copa do Brasil. 

O auxiliar técnico do clube, que teve sua desconvocação da seleção brasileiro sub-20 atendida pela CBF, desembarcou na segunda-feira em Porto Alegre e comandou na tarde de ontem, de portões fechados, o treinamento derradeiro e preparatório para a decisão da noite desta quarta diante do Palmeiras. 

Apenas a parte inicial da atividade foi com a presença da imprensa e nela foi possível observar uma conversa do profissional com o grupo de jogadores. Na sequência, os jornalistas foram convidados a deixar o campo para que o treinador pudesse passar as instruções táticas e técnicas aos atletas de forma reservada. 

Em relação ao time não deve haver grandes novidades. Uma mudança certa é a saída de William Pottker, que não pode mais atuar na Copa do Brasil desse ano pois já esteve em campo pela Ponte Preta. Com isso, Marcelo Cirino deve ser o seu substituto. Já na defesa, William, recuperado de dores no joelho esquerdo, retorna e no meio de campo tem a volta do descansado D'Alessandro. 

Já o restante da formação deve ser muito parecido com o time que foi derrotado no último sábado, em Belém, para o Paysandu. Uma novidade prevista na equipe deve ser a volta de Danilo Fernandes ao gol. Porém, como o jogador ainda se queixa de dores no pé esquerdo não existe essa garantia. 

Como o Inter saiu de campo derrotado por 1 a 0 em São Paulo, necessariamente, a equipe colorada precisa vencer por dois gols de diferença para seguir adiante na competição. Uma nova vitória simples para o mandante define o classificado para as quartas de final através de cobranças de pênaltis. 

O provável Inter para o jogo das 21h45min no Beira-Rio tem: Danilo Fernandes (Daniel), William, Léo Ortiz, Cuesta e Uendel; Dourado, Edenílson, Gutiérrez, D'Alessandro, Cirino e Nico López. 

Leandro Schabbach