No dia 17 de março acontecia o sorteio que definiria o adversário alvirrubro na quarta fase da Copa do Brasil e quase por instinto eu torcia por um confronto diante do Corinthians, é claro que agora é tão confortável quanto fácil alegar tal coisa após ocorrido, mas no meu critério, time grande tem de almejar grandes embates, naqueles jogos costumeiramente truncados que dão a famosa “casca” para o restante da temporada.

Todos os caminhos levavam ao Beira-Rio e o torcedor colorado tomado por um entusiasmo contagiante em um ano que não reserva muitos adversários de peso para equipe de Zago, via nessa partida pela Copa do Brasil uma chance de reafirmar sua grandeza perante os grandes times do futebol nacional, e cumpriu-se a risca, respeitem o Inter.

Se não bastasse a enorme rivalidade que envolve esse confronto desde os tempos de MSI passando pelo rebaixamento da equipe corintiana em 2007 até o famoso “põe no Dvd”, 2017 nos reservou uma pimenta a mais para o maior clássico interestadual do país, com a polêmica que envolvia a possível transferência de Valdívia para o alvinegro paulista, e a vinda assim do meio-campista Giovanni Augusto para Porto Alegre, não deu certo, e sobrou provocações dos dois lados.

A batalha se iniciou no “gigante” em um jogo muito franco que se notabilizou pelo excelente nível técnico de ambas as partes, dentro de suas propostas.

E a noite decisiva começava com a confirmação de desfalques importantes como D’Alessandro, Edenilson, Carlinhos e seguiu com o gol corintiano nos primeiros oito minutos, mas que começou a mudar com a entrada do mesmo Valdívia no lugar de Roberson.  A partir daí tomamos conta do jogo, fomos pra cima mesmo, alugando o campo defensivo local. 

Era evidente que uma hora ou outra o empate se estamparia no placar eletrônico da Arena Corinthians, que pedia veementemente para que o público presente no estádio apagasse seus sinalizadores, tentaram passar na marra, não levaram, os penais ilustraram o tão disputado tempo normal e justamente o substituto de mais uma peça importante nos deu essa espetacular classificação, obrigado Marcelo Lomba, dizem que quem faz três gol pede musica na TV e quem soma seis eliminações em casa põe no DVD!?

Como é bom ser colorado!!!

Abraço a nação colorada!

Leandro Tavares / Contato: https://twitter.com/LeTavares5