Equipe deve ter sete mudanças na escalação em relação último jogo da competição

O Inter entra em campo na tarde deste sábado com os objetivos de voltar a figurar no G4 da série B e também afastar a má fase que teima em não deixar o estádio Beira-Rio. 

Depois da derrota do final de semana passado frente ao Boa Esporte, a pressão em busca de resultados e mehores rendimentos aumentou sobre comissão técnica, grupo de jogadores e dirigentes.

A semana de treinas, novamente, foi em um hotem na cidade de Viamão para fugir de possíveis problemas que pudessem atrapalhar os trabalhos no CT Parque Gigante, onde o torcedor tem acessso com mais facilidade. Porém, as atividades desses últimos dias foram com a presença da imprensa.

No campo, Guto Ferreira trabalhou posse de bola, jogadas individuais, marcação alta, troca de passes e movimentação. Tudo isso para fazer o time subir de produção e conseguir furar um possível "bloqueio" que deve ser armando pelo Criciúma na partida de hoje. 

Sobre a formação da equipe, o treinador indicou um time com sete mudanças, embora Guto tenha fechado o último treino na manhã de ontem e depois na entrevista coletiva de imprensa não tenha sinalizado a escalação. 

Para o jogo das 16h30min da tarde deste sábado contra o Criciúma, o Inter deve ter: Danilo Fernandes, Winck, Klaus, Cuesta e Uendel; Dourado, Edenílson, Gutiérrez e D'Alessandro; Nico López e Pottker. 

Leandro Schabbach