Diante da eliminação colorada da antes revolucionária Primeira Liga, e tendo em vista o assunto proposto por uma querida companheira de escrita no qual botava à discussão exatamente a questão da celebração de uma conquista da segunda divisão nacional, lhe pedi a devida permissão para citá-la e sendo assim tomei a discussão para mim apenas adaptando-a também para a antiga Copa Sul-Minas.

Voltando após meses estagnado, o mais novo torneio brasileiro que visava promover uma retomada no modo de fazer futebol em terras tupiniquins, na minha concepção, abriu o mesmo debate entre os colorados. Prometi a mim mesmo que a pauta desta publicação com ou sem a classificação na quarta-feira seria esta, e a conclusão foi de que sim, deveríamos comemorar.

No momento em que a pelota rola no gramado automaticamente uma peleia se instaura no peito do torcedor, a cancha se torna um campo de batalha seja o campeonato que for, a torcida rubra que prestigia o clube anseia pelo prazer de assistir uma equipe que possa lhe oferecer um triunfo, independente da competição, trata-se do motor base desde a invenção do esporte como fenômeno social. Vitória é diversão, derrota é saber não vencer (o saber perder) compreendendo às lições desse fracasso.

Curiosidade: "Esporte – vem do Francês antigo desport, “passatempo, recreação, prazer”, do verbo desporter, “divertir-se, distrair-se, jogar”, literalmente “levar embora, retirar” – no sentido de desviar a cabeça dos assuntos sérios."

Assim, tu torcedor colorado, certamente irá festejar um possível caneco de série B, tal qual celebraria uma vitória na final dessa tão falada liga embrionária, ao empunharmos uma camisa vermelha a conquista é o objetivo por si só, é a chamada cultura vencedora, promulgada pela constante busca dos objetivos. É isso que move o prazer de uma vitória e o orgulho do esporte bretão. Se retiramos o objetivo vencedor de uma equipe, de um clube, ou até mesmos de nossas vidas, perdemos o gosto de apreciar as pequenas conquistas, que sem dúvida, nos levam a objetivos maiores.  

 Abraço a nação colorada!

 Por Leandro Tavares / Contato: https://twitter.com/LeTavares5