Sem treinar desde que deixou a seleção brasileiro, o técnico Dunga voltou a conceder entrevista e opinou sobre o momento do Inter à TV Bandeirantes, no programa Donos da Bola, na última semana. O capitão do tetra falou sobre o técnico Odair Hellmann, com quem trabalhou no clube em 2013, e da inédita situação vivida em 2016 do rebaixamento. Confira suas declarações:

“Conheci o Odair quando era juvenil do Internacional, quando tive a oportunidade de treinar o Inter ele estava na base, eu conversei com ele e ele veio trabalhar junto com o grupo, como assistente. É preparado. Nós levamos ele pra seleção olímpica porque acreditávamos no potencial, no seu conhecimento. É um cara preparado, agora tem que ter todo um contorno que contribua pra que ele possa fazer um bom trabalho, que dê esse suporte”.

Sobre 2016: “Acho que ninguém acreditava que iria acontecer. Eu me incluo entre os torcedores que não acreditavam. Agora, no futebol nós temos que desmistificar aquela história que a camisa ganha. A camisa ganhava quando o Internacional tinha uma estrutura, um time. Entrava em campo e fazia prevalecer essa camisa, assim como Grêmio, Flamengo, Corinthians. Hoje, ninguém se assusta mais. Quando eu era juvenil, estava começando, o treinador falava pra mim coisas que nem existiam no mundo e eu acreditava. Hoje, se tu fala pro jogador ele vai na internet, nas redes sociais e tem acesso. Então, o mundo mudou”.