Fabinho, volante colorado, foi o convidado do programa Esporte em Debate na noite desta quinta-feira, da rádio Bandeirantes. O jogador (que está lesionado por até 4 meses) falou sobre seu momento no Inter, o rebaixamento e sua relação com a torcida colorada. Confira os principais trechos:

"A direção do Inter conversou comigo e disse que queria contar comigo na Série B. Eu também queria ficar aqui".

"Tive proposta da Chapecoense e do Vitória no começo do ano. Mas o Argel acabou caindo do Vitória e a situação não estava definida com o Vitória".

 "Não tenho nada o que reclamar da torcida. Ela estava magoada, mas sempre tivemos muito apoio deles. Tem partidas que o torcedor perdeu a paciência, mas nunca deixou de comparecer e nos apoiar no Beira-Rio. Cobrança precisa existir. O Inter é um clube que conquistou tudo. Não pode aceitar tropeços de forma passiva".

"A gente sabia que não estava faltando vontade. Tivemos alguns problemas, mas evoluímos dentro da Série B. A Série B é mais correria. Tivemos que nos adaptar ao estilo de jogo da competição. Estamos no caminho agora".

"Até voltaria em 2017, mas seria na última partida da Série B. Não tem necessidade de adiantar a recuperação.São coisas que acontecem no futebol, mas estou me recuperando bem.