Não bastasse o rendimento dentro de campo, os resultados continuam preocupando cada vez mais o torcedor colorado. Tido como o principal favorito para conquistar a Série B, a Academia do Povo esteve apenas em 3 das 14 rodadas rodadas no G-4 que retornam a elite nacional em 2018. Outros dados também chamam a atenção:

Dos 11 gols sofridos pelo Inter na Série B, 5 deles foram pela bola aérea: Juventude, Náutico, América-MG, Criciúma e CRB. 

O aproveitamento de Guto Ferreira  (11 jogos, todos pela Série B) é de apenas 51,5%.  Foram 4 vitórias, 5 empates e 2 derrotas. Para alguns analistas da crônica gaúcha, Guto não tem conseguido valer o trabalho em campo. Segundo o comentarista da RBS e rádio Gaúcha, Guerrinha, o Inter está no seu máximo, e dificilmente conseguirá sair disso:

"O conjunto da obra é o que vimos hoje, um Inter capenga. E não é por falta de trabalho". 

"Inter teve 15 dias, em um hotel, sem ninguém enchendo o saco. E o que se viu?. Maior problema sempre está fora do campo. São as pessoas que decidem o que vai acontecer. Quem pensa futebol no Inter está equivocado. Tem que mudar. Se não for no Guto que seja na direção".

Os próximos compromissos do Inter:

• Luverdense (Beira-Rio)
• Vila Nova-GO (Serra Dourada)
• Oeste (Beira-Rio)