O presidente do Internacional Marcelo Medeiros concedeu na tarde desta quarta-feira ao programa da Rádio Guaíba (Porto Alegre) "Repórter Esportivo" uma longa entrevista, e falou sobre algumas questões do clube no momento. Confira os principais trechos da entrevista:

"O grande reforços dessa temporada que esqueci de comentar nessa temporada é o Felipe Gutierrez, está treinando muito bem e tenho certeza que vai contribuir bastante. Me perguntaram de qual o obstáculo mais difícil desde que assumimos a gestão, e muita coisa já foi noticiada, mas o mais difícil para nós foi reconquistarmos a confiança do torcedor, que ficou machucado após todo o episódio que aconteceu ano passado, e era natural que ficasse com a desconfiança. Tivemos uma retomada, uma mudança de fotografia , começamos a mostrar uma outra forma de dirigir o clube, de dirigir o departamento de futebol e de nos comunicarmos com o torcedor. Acho que tem momentos emblemáticos nesse sentido, os confrontos contra o Corinthians, a forma que enfrentamos um clube daquela força e que hoje é o campeão Paulista, e contra o Novo Hamburgo no 1° jogo, quando colocamos quase 45 mil pessoas no estádio, mostrando que o torcedor estava demonstrando confiança. Tenho certeza que que o principal fator do nosso retorno a Série A é a equação torcida, estádio e time. A participação do torcedor eu tenho certeza será muito grande, intensa e fundamental nessa volta a Série A."

"O quadro social está equilibrado, continua sendo nossa principal receita. Está tudo sob controle, vamos lançar uma campanha de marketing agora por início da série B e algumas ações para aumentar o quadro social e nossa receita. Estamos tratando fortemente de diminuir as despesas do clube. Mas o Inter que sempre foi protagonista no quadro social, é natural que os clubes do centro do país com maior poderio econômico e torcidas muito abrangentes também seguissem o modelo do Inter e tenham em seu quadro social uma receita importante. Nós não estamos fazendo uma corrida de qual é o clube que tem o maior quadro social mas temos que ter uma visão interna que dentro dessa rubrica a gente pode crescer e arrecadar mais verbas para o clube.

"Fizemos uma serie de renegociações, repactuamos alguns endividamentos, estamos equacionando as coisas, atualizando os valores no que diz respeito ao endividamento com os jogadores, estamos botando a casa em ordem de maneira tranquila e ordeira, diminuindo bastante as nossas despesas e dentro de um tempo não muito longo as coisas estarão bem equacionadas.

 "A questão do Gigantinho é de todo o entorno do Beira-Rio, o melhor aproveitamento do Parque Gigante, do CT em Guaíba, tem uma série de assuntos importantes, todos esses assuntos tem um encaminhamento dentro da gestão, temos vices presidências específicas trabalhando nisso, e todos serão encaminhados ao conselho deliberativo, mas em um ano em que temos a dificuldade de enfrentar a série B, nossa total prioridade, 1 2 e 3, é a volta a série A, vamos dedicar toda nossas energias, forças e trazer o futebol do Inter de volta a Série A."

 "Nesse ano não perdemos nada (de cota de tv), se não subir tem redução. Existe essa folga de cair em um ano mas voltando, fica tudo tranquilo."

Sobre Mauro Marcelo em POA: "Ele veio fazer uma oitiva de testemunhas. Ouvindo pessoas do episódio dos documentos do ano passado".

Sobre auditor do STJD em Porto Alegre."Ele está ouvindo pessoas sobre a caso da documentação do ano passado".

"Pottker está fazendo exames e deveremos apresentá-lo amanhã".