O Inter não ganhou nenhum título na noite passada, mas abriu uma grande vantagem perante o quinto colocado. Não gritamos que somos campeões, mas a torcida compareceu em peso para ver Nico e Camilo saindo do banco de reservas para decidir a partida. Jogamos contra uma equipe bem preparada, mas provamos ontem que somos o Inter e que nada e nem ninguém muda isso, somos GIGANTES e a história não se apaga.

Assim como o abraço de Nico ao D'Ale, foi o abraço que dei em minha mãe e disse “o papai vai voltar”. É colorados, faltam quatro vitórias e acredito que o grito de UFA, está cada vez mais perto de sair e ele sairá forte, com raiva, com alegria, euforia. Assim como contra o Náutico, ontem mostramos que nem sempre o bom futebol tem que prevalecer. Foram muitos erros de passe e de posicionamento, mas foi como manda o manual e como todos pediam, foi a maneira que o Inter aprendeu a jogar a série B.

Colorado, você que chorou em 2016, que sentiu que precisava abraçar o clube, que sofreu no início dessa competição. Você que NUNCA desistiu, que decidiu apoiar até a morte, independente da onde ele jogar. Pegue a tua camiseta, bata no peito e se alguém ousar em falar alguma coisa, apenas diga “o mundo dá voltas e vamos voltar!”.

Por Lara Vantzen Kempfer / Contato: https://twitter.com/lara_vantzen