Adriano Teixeira, técnico do Santa Cruz: "O resultado foi justo. Não tem o que lamentar. Foi um jogo bem parelho e complicado, como a gente sabia que ia ser. O time vinha de um jogo difícil, contra o Ceará, para pegar o Inter, que é um dos postulantes ao acesso. Suportamos bem.

"Saímos mais para o jogo no primeiro tempo. Agredimos e tivemos chances. No segundo tempo caiu um pouco. Veio o cansaço por conta do campo pesado, mas prevaleceu a vontade do grupo. Mesmo no segundo tempo, que não fomos tão incisivos, o Inter não chegou nenhuma vez.

“No primeiro tempo, a gente agrediu o Inter, tivemos mais chances de gol. No segundo, veio o cansaço, o campo pesado. O nosso lado do campo estava mais castigado. Mas prevaleceu a entrega”.

Leo: “Nós precisávamos da vitória e poderíamos ter saído com os três pontos, mas enfrentamos um adversário de qualidade. Agora é descansar porque é um jogo em cima do outro. Temos que surpreender em Minas (Gerais)”.

Roberto: “Eu acho que o nosso time foi bem. Era um jogo de time grande e ninguém poderia errar. Mas pecamos no último passe. O importante foi o ponto (conquistado)”,