Thales não defende o CSA na sequência da Série C. O zagueiro está retornando ao Internacional, clube que detém seus direitos econômicos e federativos. O Colorado solicitou a volta em função de cláusula existente no contrato do jogador, que o obriga a se reapresentar em até três dias, sob pena de multa.

Natural de Porto Alegre, o defensor ficará mais próximo da família e terá a oportunidade de jogar pelo clube que o revelou ao cenário nacional. Em comunicado por meio de sua assessoria de imprensa, Thales agradeceu ao Azulão e se mostrou feliz com o retorno ao Colorado.

"Gostaria de agradecer imensamente aos presidentes Rafael Tenório e Raimundo Tavares, as tias da cozinha, os seguranças, roupeiros, massagistas, por terem aberto as portas do clube para mim, e à torcida, que sempre me apoiou, Quero desejar boa sorte ao time e que consiga o tão sonhado acesso à série B. Fui muito feliz aqui, deixo aqui grandes amigos e espero voltar em um futuro próximo. Fico feliz por voltar ao time que me abriu as portas para o futebol profissional. Estou vivendo um momento muito bom e espero dar continuidade. Voltar ao Inter é realizar um sonho de criança. Agora, é focar pra conseguir o acesso para a Série A, que é o mais importante", disse.


O Inter pediu o retorno de Thales por causa da ausência de Klaus, que vai ficar de fora por cerca de seis meses para se recuperar de uma fratura no punho esquerdo. A diretoria do CSA tentou resistir, já que vive um momento decisivo com a disputa das quartas de final da Série C
No entanto, não teve sucesso, já que no contato de empréstimo há uma cláusula que prevê que o jogador pague R$ 50 mil de multa a cada dia de atraso na liberação. Além disso, a vontade do zagueiro era de retornar ao Inter.

Cria das categorias de base do Internacional, Thales teve poucas oportunidades depois de ser promovido ao time profissional, ente 2013 e 2014. Depois disso, foi emprestado para Bahia e Atlético-GO, até chegar ao CSA.

FUTEBOL INTERIOR