O setor de meio-campo colorado vinha sendo duramente debatido e por consequência criticado, pelo seu espaçamento entre os responsáveis pela guarda à frente da área e os chamados armadores que carregam o dever de municiar os avantes, pois bem, a correção desse erro foi um fator preponderante para resultado positivo do time de Guto Ferreira diante do Brasil, em Pelotas.

Buscando corrigir as lacunas antes ditas, o comandante alvirrubro optou por implementar no time uma primeira linha de meia cancha, bastante reforçada, com um trio de volantes, formação essa que tem a adoração de tantos, entre eles Celso Roth por exemplo, mas com um conceito completamente diferente do carrancudo técnico caxiense, é claro, e ainda bem, as peças usadas foram Rodrigo Dourado num primeiro plano com Charles podendo sair quando as circunstancias o permitiam, e Edenílson que sim, tinha uma maior liberdade de apoio.

Completando o meio de campo e como principal fonte de criatividade aparece D’Alessandro, que muito contribuiu com seu passe refinado, além de apresentar uma movimentação intensa recolhendo a bola na cabeça de área, buscando assim abrir o sistema de marcação xavante, essa coesão entre os integrantes de meio possibilitou um bom repertório de jogadas.

Outros setores do time também agradeceram essa homogeneidade, entre eles o defensivo, que da mesma forma recebia muitas críticas, com Klaus devidamente protegido pela “volância” colorada fazendo na minha opinião a melhor partida com a camisa do Internacional, e nessa mesma leva incluo Fabinho, que improvisado na lateral direita fez uma partida razoável marcando o gol derradeiro do embate, triunfo da consistência, vitória da organização!

Abraço a nação colorada!

Pitacos do @LeTavares5 após a partida:

-> Inter teve uma incrível evolução contra o Brasil, defesa bem guardada, meia cancha preenchida e ataque finalizando bastante
-> Eduardo Sasha se mostrou bastante solidário, como sempre,fez até uma função de pivô mesmo diante de seu tamanho, jogador raçudo,gosto disso!
-> Klaus demonstrou firmeza na defesa, gostei da sua atuação, tomara que siga crescendo para uma possível dupla com Cuesta, quem sabe!?
-> D'Alessandro jogou o fino da bola, a sua percepção do jogo é acima da média, correu todo tempo, dando o passe para o gol de Fabinho!
-> A trinca Dourado-Charles-Edenílson foi o ponto chave para essa vitória dando uma maior tranquilidade para a defesa e auxiliando o ataque
-> Inter dominou boa parte do jogo, finalizou bastante, se melhorar a pontaria visando as próximas partida conseguirá placares elásticos!

Leandro Tavares / Contato: https://twitter.com/LeTavares5