Padrão de jogo. Eis uma nomenclatura muito falada no futebol, mas pouco entendida pela grande maioria dos treinadores. Afinal, o que é padrão de jogo?

De acordo com o artigo "Estratégia: o padrão de jogo e modelo de jogo" da Universidade do Futebol, padrão de jogo "são dinâmicas individuais e coletivas, que em meio ao aparente caos, refletem um padrão de organização, que pode ser detectado, monitorado e até manipulado." Ou seja, um modelo fixo, que se repete a todo jogo, uma organização que não se altera.

O Inter precisa de padrão de jogo. Precisamos ter uma forma de jogar que seja nossa identidade como time. Claro que a cada jogo, a estratégia - que é o modelo de jogo (subsistema do padrão de jogo) - muda conforme os objetivos do time em campo. Mesmo que padrão de jogo seja fixo, existem estratégias que se alteram dependendo da situação encontrada na partida.

Zago demonstrou nesses primeiros meses de trabalho a incapacidade de inserir um padrão de jogo ao time. Vimos um Inter organizado taticamente contra o Corinthians e um Inter acuado e desorganizado contra o Novo Hamburgo. Não tem padrão, não tem modelo. Ou seja, nunca sabemos como o Inter vai jogar.
O campeonato brasileiro começou e vencemos o Londrina sem dificuldades. Mas sem padrão de jogo, sem esquema fixo. Apenas alguns jogadores em uma função e posição corretas, que de fato funcionam.

Preciso saber se o Zago pode oferecer ao Inter o que o time mais precisa - uma forma de jogar com organização tática. Caso contrário, a caminhada ficará mais difícil. O campeonato é longo e o desfecho precisa ser a volta para a série A.

Como o Inter se portará diante do Palmeiras? Isso mesmo, ninguém sabe.

 Por Jéssica Loures / Contato: https://twitter.com/guriadasgerais

Site: http://guriadasgerais.blogspot.com.br 

Mineira de coração colorado, graduanda em Jornalismo pela UFSJ e colunista esportiva. Prazer, eu sou a Guria das Minas Gerais.