Texto por Colaborador: Redação 08/02/2020 - 21:31

Após 23 jogos, o lateral-direito Heitor pode sair para comemorar seu primeiro pelos profissionais. Cria da base vermelha, o jovem de 19 anos desencantou e abriu o caminho da vitória aos 43 minutos da etapa inicial, se emocionando tanto na comemoração e na saída ao gramado:

"É um momento muito marcante. Um dia que vai ficar na minha memória para sempre, ainda mais aqui no Gigante ao lado dessa torcida maravilhosa. Só tenho que agradecer a Deus e seguir trabalhando porque temos muito o que conquistar no campeonato ainda (...) "Meu primeiro gol pelo Inter na base também foi de pé esquerdo (risos). Mas só agradecer a Deus pela oportunidade e pelos companheiros que tanto me ajudam no dia a dia, mas seguir trabalhando que terça temos um jogo do ano."Sobre as instruções de Coudet, explicou que “ele falou pra mim para aparecer mais na frente, que lateral com ele tem que fazer gol.”

Além do camisa n°31, confira o que outros atletas falaram e suas reações pós-vitória sobre o Novo Hamburgo (2x0), que garantiu o primeiro lugar no Grupo A:

Marcos Guilherme: "Vocês viram, foi extremamente difícil (jogar pelo gramado), ainda mais com nossa equipe que trabalha muito com a posse de bola. Hoje infelizmente não teve como, a bola parava. Mas como falei ali, independente do campo e das dificuldades gente tem a oportunidade e tem que aproveitar. Estou feliz com a vitória principalmente pelo jogo da equipe."

"Todo mundo tem que estar pronto (para terça). O Coudet fala todo dia pra gente que todo mundo é importante. Todos que entraram demonstraram vontade, então terça-feira o bicho pega, é um dia importante pra gente, uma decisão pra gente, temos que estar prontos. 

"Eu fico muito feliz porque o Inter fez todo esforço para me trazer da Arábia. Então, independente do gol, quero me doar em campo e sair com a vitória, que é o mais importante".

Uendel: "Muito importante. Oportunidade que a gente tem para jogar e mostrar o nosso trabalho. Classificamos em primeiro, jogamos em casa ao lado do nosso torcedor. Importante."

Lomba: "Muita chuva, né. Atrapalhou nosso desempenho. O Coudet gosta que troque passes".

"Foi uma boa vitória. A partir da chuva prejudicou nosso jogo, tanto que no 2º tempo não tivemos tanto a posse de bola que é o que o Coudet gosta."

Praxedes: "Pouco a pouco a gente vai ganhando espaço para somar ao grupo, que vem nos ajudando muito."

Sobre entrar na partida no dia em que completou 18 anos: "Foi um presente ganhar no Beira-Rio".