Texto por Colaborador: Redação 05/09/2020 - 20:00

O Inter é líder do Brasileirão. Mais do que isso, lidera em diversas estatísticas que comprovam que o trabalho de Coudet está sendo absorvido pelos jogadores e bem desempenhado em campo, independente de “titulares” e “reservas”. Isso já era observado antes da parada, mas o que foi apresentado no Gauchão deixou o torcedor preocupado. Embora dando uma arrancada promissora, é preciso se atentar para alguns detalhes.

Todo campeonato de pontos corridos, ou a sua maioria, premia as equipes mais regulares. Tal regularidade costuma ser adquirida satisfazendo 2 aspectos: não perder pontos para concorrentes diretos e não perder pontos para times tecnicamente mais fracos. Parece algo óbvio, mas é importante salientar, uma vez que, historicamente, o Colorado perdeu algumas competições para ele mesmo.

O torcedor que acompanha de perto o clube sabe da sina de “levantar defunto”. Além disso, se analisarmos alguns resultados nos últimos 20 anos, dentro do Beira-Rio, veremos que faltou pouco para levantar os canecos:

- Em 2005, sem contar toda a manipulação dos jogos, o Inter empatou com o Brasiliense e perdeu para Goiás e Paraná. Terminou em 2°.

- Em 2006, empatou com Santos e Botafogo e perdeu para Goiás e Vasco. Terminou em 2°.

- Em 2009, derrota para Corinthians e Botafogo. Terminou em 2º.

- Em 2014, derrotado por Corinthians e Figueirense. Terminou em 3°.

- Em 2018, empate com Sport e Santos. Terminou em 3º.

Cabe frisar que todos os times em questão terminaram o Brasileirão mais abaixo na tabela. Também é importante observar que alguns pontos foram perdidos fora de Porto Alegre, mas jogar como mandante traz a obrigação de fazer prevalecer a força de sua casa e derrotar os adversários.

Até agora o Inter tem conquistado os resultados da forma correta. Ganhando fora dos times tecnicamente inferiores (Coritiba e Botafogo), vencendo em casa os concorrentes diretos (Santos e Atlético-MG) e os mais “fracos” (Atlético-GO) e não perdendo fora para aqueles postulantes ao título (Palmeiras). A única ressalva foi a derrota para o Fluminense, no Maracanã.

O caminho está sendo bem trilhado e a sequência dos próximos 4 jogos pode contribuir para o crescimento coletivo e a manutenção da liderança. Cabe a Chacho tirar proveito das peças que tem, já que os desfalques são frequentes, e o time colocar a alma em campo, dedicando o trabalho a conquistar grandes coisas.

por Thulyo Maciel - Contato: @thulyomaciel

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1066 pessoas já votaram