Texto por Colaborador: Redação 23/07/2021 - 00:00

O Internacional empatou sem gols com o Olimpia, nesta quinta-feira (22/07), na partida de volta das oitavas de final da Libertadores. O resultado levou a decisão da vaga para as penalidades, vencidas, por 5 a 4, pela equipe paraguaia, que deixou o Beira-Rio classificada. Após uma nova desclassificação na temporada - e restando somente o Brasileiro por disputar - o capitão colorado visivelmente abatido, Taison, falou aos jornalistas. Confira os principais trechos:

DECLARAÇÕES

"Às vezes não temos nem palavra para falar da tristeza que estamos. Criamos, criamos e não conseguimos fazer os gols. É sentir hoje a eliminação e pensar na frente, temos um Brasileirão. É difícil vir falar disso ou aquilo, porque as palavras às vezes não são entendidas por alguns".

"Erramos um pênalti com um batedor que nunca erra. O Edenilson trabalha todos os dias, se doa muito. Peço que as pessoas tenham respeito por ele, está sempre querendo o melhor e lutando pelo Inter. Tomem cuidado no que vão falar dele, porque é um cara fantástico".

Futuro e críticas: "Entendo o torcedor e a chateação que estão, porque também fomos eliminados da Copa do Brasil. Não podemos falar, temos que mostrar no Brasileirão do que a gente é capaz. Muitos acham que somos um time de perdedores, mas não somos. Precisamos mostrar isso para as pessoas".

Porque ficou de fora das penalidades: “Venho sentindo o tornozelo e a posterior. Tinha condições de bater pênalti. Foi uma opção tática. Não sou intocável. Todos tem condições de titularidade no Inter”.

Categorias

Ver todas categorias

Aguirre é a escolha certa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1408 pessoas já votaram