Texto por Colaborador: Redação 13/09/2020 - 12:25

A TV Inter realizou uma entrevista com o atacante Colorado Abél Hernández.  O uruguaio falou sobre suas primeiras impressões no Clube do Povo, sobre o retorno aos gramados, o entrosamento com os companheiros, a tatuagem do ídolo e muito mais. Confira os principais trechos.

VÍDEO:

TEXTO:

Primeira semana de Inter: "Gostei de voltar a uma equipe e a um clube tão grande como é o Inter. Os treinamentos foram bastante exigentes, mas necessários. Fazia muito tempo que não jogava um jogo oficial e não treinava em uma equipe. Foi uma semana muito exigente, mas também, muito linda e que aproveitei muito.

Os treinos de Coudet: "Era algo que Chacho me havia dito antes de ser contratado, que os treinamentos eram muito intensos, que a equipe era muito intensa na hora de treinar e de jogar. Então eu vim preparado para isso e, aos poucos, estou pegando o ritmo dos treinamentos". 

A recepção do grupo: "A verdade é que todo o grupo me recebeu de uma maneira muito linda. Certamente també, que por falar espanhol com os argentinos, com D'Alessandro, Cuesta, Sarrafiore, Renzo, também com Rodinei e Moisés, me dou muito bem. A verdaded é que temos um belo grupo".

O bom momento da equipe: "Claro que ajuda a adaptação, chegar numa equipe que está líder, que está jogando bem, que está conseguindo bons resultados. É mais fácil para um jogador poder se integrar a esse grupo. Ainda mais com um grupo tão unido. Além de grandes pessoas, são grandes jogadores. Para um jogador novo isso é muito importante".

A estreia contra o Bahia: "Foi uma estreia, para mim, muito linda. Porque já havia quase seis meses que não jogava uma partida oficial. Foi muito bom poder entrar no jogo contra o Bahia. É verdaded que foram poucos minutos, mas desfrutei muito."

Jogar no Beira-Rio: "De veradede, foi algo muito lindo. Jogar nesse estádio tão bonito, para um jogador é sempre importante. Obviamente me encantaria muito mais estar com a torcida. Mas chegará o momento de jogar com todos nossos torcedores".

O carinho na chegada: "Na verdade não esperava receber todo esse carinho logo ao chegar ao clube. Mas é o que faz ser um clube tão grande, são seus torcedores. Isso é maravilhoso para um jogador receber todo esse carinho".

A Libertadores: "Para mim vai ser uma estreia na Libertadores. Assim, espero com expectativa por esse momento. Sei que a Copa é muito difícil, se joga contra os melhores jogadores da América do Sul. Penso que nós estamos preparados para fazer uma boa Copa. Estamos em primeiro do grupo e isso é importante. Creio que temos, mais que tudo, a matéria-prima para poder brigar pelo campeonato. Temos jogadores, temos o treinador, temos a torcida que nos acompanha muito e creio que isso vai ser importante para brigar pelo campeonato."

A tatuagem de Ronaldo: "É um ídolo desde pequeno, para mim é o melhor jogador de todos os tempos. Tive a sorte de poder encontrá-lo em um avião onde tirei uma foto. Foi um momento muito lindo para mim".

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1065 pessoas já votaram