Texto por Colaborador: Redação 19/07/2021 - 04:44

O técnico Diego Aguirre exaltou a vitória diante do Juventude na noite deste domingo, pela 12° rodada, principalmente pela entrega dos jogadores em campo. Quebrando um jejum de oito jogos no Beira-Rio, o uruguaio gostou de muita coisa do que viu, mas ressaltou problemas a serem enfrentados após o grande número de chances desperdiçadas. Confira o que de principal se disse após a vitória sobre a ex-touca alvirrubra: 

DECLARAÇÕES

"A vitória era fundamental depois de vários jogos sem vencer em casa. Temos de recuperar isso. Era um jogo perigoso. Tínhamos atuado na quinta-feira no Paraguai. Isso, às vezes, tira o foco dos jogadores. A resposta do time foi boa. Sinto que eles se entregaram. Temos muita coisa para melhorar, mas eles lutaram. Perdemos situações. Podíamos ter matado o jogo. Quando você não faz gols, pode acabar sofrendo. São coisas do futebol. Estou feliz pela vitória".

Jejum quebrado no Beira-Rio: “Era um peso que tínhamos, uma pressão. Temos que voltar a ser fortes em casa. Eu gostaria de ver o Beira-Rio lotado, com a força da torcida. Tenho saudade disso, ajuda muito.

Pressão pelos resultados ruins: “Nos somos um time grande, temos que pensar em coisas importantes. Sempre tentar a vitória e ficar nos primeiros lugares. Nos temos que continuar trabalhando. Acho que temos um bom plantel, e confio que teremos coisas boas daqui pra frente.”

Avanços e ajustes: "Há 15 dias falávamos sobre a defesa, que estava mal. Agora, estamos melhores. São três jogos sem tomar gol. São coisas que temos de continuar trabalhando. O time está melhorando. A primeira coisa a melhorar é a defesa. Depois, encontrar os caminhos para atacar (...) Sei que melhoramos defensivamente, na bola parada defensiva. Temos trabalhado bastante. Mas sem nenhuma dúvida, se pudesse escolhe algo para melhorar hoje, seria a finalização. Fazemos boas jogadas e boas combinações. Temos que melhorar para matar o jogo e assim conseguir mais vitórias e com mais tranquilidade."

Importância de alguas peças de volta ao time: "O importante é ter opções, para poder mudar durante o jogo. A expectativa de hoje era fazer um bom jogo, e para mim, nós fizemos (...) Ter o Taison é muito bom. Ele é um jogador espetacular, diferente. Quando se tem um jogador de qualidade as coisas são mais fáceis. Taison faz todo o time jogar. O posicionamento dele pode ser mais perto dos atacantes, mas para o lado ou por trás. Com jogadores como Taison, fica muito mais fácil para os treinadores".

Galhardo será mantido contra o Olimpia?: "Ainda não temos nada decidido sobre o time que jogará quinta-feira. Primeira coisa é esperar o dia seguinte do jogo para ver o estado físico dos jogadores."

Retorno de Guerrero: “Precisamos trabalhar finalizações e também é verdade que não temos muito tempo para isso. Guerrero é um extraordinário finalizador. Teremos duas semanas cheias ali na frente para trabalhar ideias”.

Motivo pelas trocas:  “Começamos muito bem o jogo de hoje, criando chances, perdemos gols. Mas no fim do primeiro tempo, não gostei do que vi. Com Palácios e Maurício nas vagas de Caio e Patrick foi uma tentativa de jogar mais por dentro. Tentei mudar, buscar opções. Maurício e Palácios entraram bem e ajudaram."

Sobre Bruno Méndez: “Ele está jogando muito. É um menino trabalhador, que está em um bom nível. Estou feliz por ele. Daqui a pouco teremos Mercado. É sempre bom ter mais de uma opção.”

Categorias

Ver todas categorias

Aguirre é a escolha certa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

550 pessoas já votaram