Texto por Colaborador: Redação 22/07/2021 - 00:00

Na noite desta quarta-feira (21), o presidente do Inter, Alessandro Barcellos, esteve presencialmente no estúdio da rádio GreNal e concedeu uma entrevista exclusiva ao programa Grenal FC. Os participantes puderam extrair do dirigente diversos assuntos relacionados ao jogo de amanhã pela Libertadores contra o Olimpia, contratações e o seu envolvimento na política. Confira suas principais declarações:

Sobre as contratações: "É o processo que a gente estabeleceu (criatividade). Isso envolve toda a direção, juntamente com o CAPA. A necessidade faz com que a gente busque características diferentes. Não iremos fazer loucuras, trazendo e gastando dinheiro que não temos. E outra, o atleta tem que querer vestir a camisa do clube.”

Parte financeira do clube: "Temos um déficit de R$ 91 milhões, então precisamos vender algo em torno de R$ 90 milhões. Cada direção tem o seu modelo de gestão. Um fato é que nosso balanço apresenta um déficit e temos que sair do buraco. Porém estamos fazendo um time competitivo.”

Sobre as críticas: “Se a gente falar mal do nosso produto, fica difícil. Críticas são diferente. Quando a crítica tem embalsamento, é construtiva, a gente escuta e aceita.”

Olimpia e importância de classificação: “Vimos ontem uma rodada da Libertadores e da Sul-Americana muito difícil, com disputas nos pênaltis. Precisamos passar de fase, o ambiente é muito positivo (...)  Nosso projeto precisa disso, o Aguirre com tempo está melhorando a equipe. Jogamos domingo e treinamos na segunda. Convocamos o torcedor para acompanhar amanhã, com uma energia positiva.”

Jogar em Brasília? "Não nos atraiu jogar fora do Beira-Rio.”

Vínculo com o PT: “Não tenho nada a esconder, mas não acho que isso tem a ver com a minha vida no Inter. Nunca falei de política dentro do clube. Não tenho pretenção de ter uma vida política. O presidente Romildo Bolzan tem o seu vínculo partidário, mas separa muito bem sua vida dentro do clube e fora dela. O Inter tem que respeitar o Presidente da república, governador do Estado e o prefeito de Porto Alegre. Não importa o partido que cada um deles pertence.”

Categorias

Ver todas categorias

Aguirre é a escolha certa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

550 pessoas já votaram