Texto por Colaborador: Admin 18/01/2020 - 17:55

Enfim, saiu a primeira escalação de Eduardo Coudet. Ainda que sem confirmação oficial, o treinador argentino surpreendeu de certa forma em alguns setores. Sem Guerrero à disposição e testando inúmeras peças/formações, o comandante de 45 anos iniciou o jogo-treino deste sábado (18) no seu esquema favorito, o 4-1-3-2, com Danilo Fernandes; Rodinei, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Patrick e Johnny; D'Alessandro e Netto.

De cara, é perceptível algumas novidades: Danilo Fernandes no gol, em detrimento de Marcelo Lomba e os garotos Johnny e Netto entre os XI. No entanto, é preciso ressaltar que muitas de suas escolhas ainda estão atreladas diretamente ao fator físico embrionário de pré-temporada, mas já podem indicar que o técnico não terá receio em colocar os pratas da casa.

Segundo a mídia, Johnny fechou o meio, com D'Alessandro quase como atacante, junto a Netto. Nas laterais, os recém-contratados Rodinei e Moisés estiveram na equipe, transparecendo que os jovens Heitor e Erik devem ganhar mais tempo de maturação no banco, o que parece apropriado. 

Por conseguinte, tentando projetar o XI mais provável quando todo o elenco estiver disponível, o Colorado poderá ter uma escalação com Danilo Fernandes (Lomba), Rodinei, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Lindoso (Musto), Edenilson, Patrick e Marcos Guilherme; D'Alessandro e Guerrero, somando 4 mudanças em relação ao time base de 2019. Lomba, embora venha de boas temporadas, no seu auge parece inferior ao maior nível de Danilo Fernandes. Logo adiante, Rodinei no lugar de Heitor/Bruno oferece maior experiência, velocidade, força e intensidade nos avanços ao ataque, enquanto Moisés, sete anos mais jovem que Uendel, aumenta o nível de força e porte físico em relação ao time de Odair. Fechando na frente, Marcos Guilherme seria a esperança de um jogador mais intenso com e sem a bola, elemento que Nico Lopez, WS, e diversos outras tentativas (Neilton, Parede, etc) jamais ofereceram satisfatoriamente. 

Ainda assim, é preciso destacar que outros testes ainda serão realizados antes da estreia oficial na temporada, marcada para a próxima quinta-feira (23) contra o Juventude, no Alfredo Jaconi. Além do alviverde de Caxias do Sul, o Maior do Sul enfrentará o Pelotas no Beira-Rio e o São Luiz e o Ypiranga longe de casa antes da estreia na Libertadores no dia 4 de fevereiro.

Finalizando, a construção de uma equipe é um movimento orgânico, não fechado e somente teórico, que decorre de situações planejadas e frente a inúmeros imprevistos. Quando analisamos as primeiras formações da temporada vemos ao longo do tempo inúmeras alterações, mesmo assim, ainda que peças sejam alteradas naturalmente por opção do treinador ou força maior, os primeiros indícios e ideias começam a serem formadas na pré-temporada.

Enquanto o Clube do Povo não pisa nos gramados de maneira oficial, seguimos tentando "ler" a mente de Chacho!

REDAÇÃO SCINTERNACIONAL.NET

 

Categorias

Ver todas categorias

Tu aprova o nome de Abel Braga para substituir Coudet até fevereiro?

Sim

Votar

Não

Votar

712 pessoas já votaram