Texto por Colaborador: Redação 12/09/2020 - 02:29

O Junior de Barranquilla conseguiu uma recuperação épica ao derrotar o América de Cali por 2-0 na segunda partida da Superpoca da Colômbia, no estádio Pascual Guerrero, conquistando o título com um global de 3-2.

Após vencer o jogo de ida por 2 a 1, a equipe 'rojiblanca' jogou com ordem e calma defensivamente para ter a maior posse de bola, mas apesar do domínio viu o Junior abrir o placar aos nove minutos. No início, Danny Rosero mandou um passe longo para Miguel Ángel Borja dominar a bola e entrar na área e antes da saída cruzou para Fredy Hinestroza, que controlou, enganou o zagueiro Daniel Quiñones e chutou na direita para colocar a bola no fundo da rede.

Aos 82 minutos, o Junior voltou a surpreender com um contra-ataque efetivo para decretar o 2-0 final da partida e o 3-2 na série que deu ao time de Barranquilla o título. 

Após o término da partida, o técnico Juan Cruz Real participou de coletiva de imprensa e falou sobre o trabalho de sua equipe pensando na Copa Libertadores.

“Destaco o segundo tempo, é o desempenho que queremos ver. Estamos magoados porque queríamos este título, mas tenho que ir além e fomos superiores ao rival, mas infelizmente isto é futebol e foi assim que o jogo aconteceu e estou orgulhoso dos meus jogadores porque trabalharam muito", antes de encerrar fazendo uma análise global da série contra o Junior: “Se dividirmos isso em 4 vezes, fizemos 3 momentos muito bons e um que nos custou mais do que o primeiro tempo de hoje. Leva tempo para desenvolver o jogo que queremos", concluiu.

Após o revés na final, o time colombiano volta aos gramados diante do Inter, no Beira-Rio, dia 16/9, às 19h15, pela 3° rodada da Fase de Grupos da Libertadores. 

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1600 pessoas já votaram