Texto por Colaborador: Redação 02/03/2021 - 17:47

Miguel Ángel Ramírez, de 36 anos, é o novo técnico colorado. O acerto foi oficializado nesta terça-feira (2), uma dia depois de o espanhol desembarcar em território gaúcho para finalizar os últimos detalhes do acordo e assinar contrato até dezembro de 2022. 

Nascido em Las Palmas, Ramírez será o terceiro técnico europeu na história verneha, o primeiro em 84 anos. Já passaram pelo clube o suíço Jean Ryff (1929, 1933 a 1934) e o austríaco Isaac Goldenberg (1937).

O novo técnico iniciou a carreira nas categorias de base do Las Palmas. Ainda passou por Alavés, teve uma experiência na Grécia e trabalhou pela Aspire Academy, no Catar. Ele chegou ao Independiente del Valle em 2018, ainda como técnico de base, e foi elevado ao time principal em 2019.

CARREIRA

Com uma trajetória bem diferente da maioria dos técnicos, o espanhol nunca foi jogador de futebol. Ainda assim, entrou nesse mundo via categorias de base, a convite de um amigo do seu pai, que foi jogador do Unión Deportiva Las Palmas. Na época, Ramírez conciliava o trabalho com estudos e participação em cursos e congressos. Se formou em Atividade Física e Ciência do Esporte, e fez mestrados em Gestão do Esporte e Coaching. Chegou a fazer parte dos cursos na Grécia, e acompanhou os trabalhos do juvenil do AEK e da equipe reserva do Panathinaikos.

Voltou para a Espanha e ganhou um emprego nas categorias de base do Alavés. Depois de apenas três meses, recebeu o convite para morar no Catar, e trabalhar na Academia Aspire, que é um moderno centro esportivo de formação de atletas. Esse período foi de 2012 a 2018. Passou pelas seleções sub-12, sub-13, sub-16, sub-17 e foi auxiliar no sub-19.

Até 2018, Ramírez não tinha a pretensão de se tornar técnico a nível principal. Estava feliz com o projeto de formação de jogadores. Até que a Aspire começa a criar uma rede de parceiros pelo mundo em busca de novos jogadores e intercâmbio de metodologias. É neste momento que surge o Independiente del Valle. O clube do Equador investe forte em categorias de base e estabeleceu uma parecria com a academia do Oriente Médio.

Foi aí que o espanhol recebeu o convite para comandar toda a base do Independiente del Valle. Estabeleceu o seu método de trabalho em Quito, com prioridade para a formação de jogadores e jogo com posse de bola. Logo depois foi convencido a virar técnico do clube equatoriano. Desde então, seu crescimento foi meteórico.

O treinador conquistou a Copa Sul-Americana de 2019 eliminando Unión de Santa Fe, Universidad Católica, Caracas, Independiente, Corinthians e Colón. Na Libertadores de 2020, o Del Valle passou da fase de grupos — ficou atrás do Flamengo, mas superou Junior Barranquilla e Barcelona-EQU. Nas oitavas, foi eliminado pelo Nacional-URU, nos pênaltis, após dois empates sem gols.

MODELO DE JOGO

Adepto ao modelo posicional - comum em técnicos europeus - utiliza o 4-3-3 em situação de jogo, mas recolhe para 4-1-4-1 quando necessita de um esquema mais defensivo. A variação na saída de bola e a movimentação intensa no terço final aumentam a ofensividade, tentando quebrar a marcação adversária. A preferência pela posse é um dos destaques.

A necessidade de zagueiros que saíam com a bola e criem jogadas é um dos pilares do esquema. O recuo do volante entre os zagueiros é como se inicia a criação das jogadas, portanto, a utilização do sistema defensivo é quase imediata na construção. Para Ramírez, o que precisa para a amplitude no ataque é a presença dos extremos, com os laterais avançando na intermediária, numa espécie de 2-3-5.

O centroavante precisa ser dinâmico, que saiba recuar dando apoio aos meias. Sabendo disso, a utilização de Paolo Guerrero na movimentação seria importante, quando disponível. A importância é a finalização das jogadas trabalhando na área adversária, desestabilizando o sistema defensivo.

Com a utilização da base sendo seu diferencial, o apoio do novo mandatário Alessandro Barcellos é essencial na reformulação conceitual, a fim de revelar jogadores que atinjam as expectativas e possam ser lapidados. Em entrevista ao GE em 2020, resumiu seus conceitos: 

"Entendo que a forma de jogar que eu gosto não pode se adaptar a todo tipo de clube. Isso me deixa consciente de que não posso ir a qualquer lugar. Tenho que ir a um lugar que procure essa forma de jogar e que goste dessa forma de entender o jogo. E também me move uma sensibilidade especial pelo futebol de base, pela formação de atletas."

"Ganhar título não depende de ti, depende de tantas coisas. Um adversário, um árbitro. Não sabemos se vamos ganhar. Mas ter oportunidades seguramente nos torna melhores. Vou ser melhor treinador e os jogadores também serão melhores."

"Ganhar algo não te torna um vencedor. Há muitos clubes que ganharam uma vez algo e não voltaram a ganhar. Então creio que o maior desafio que temos agora é ver se somos capazes de seguir sendo competitivos com o passar dos anos."

NÚMEROS & ESTATÍSTICAS

Del Valle de Miguel Ángel Ramírez entre todos da Libertadores 2020: 

Medalha de primeiro lugar 1º em posse de bola (66%)
Medalha de primeiro lugar 1º em passes PJ (505,6)
Medalha de primeiro lugar 1º em acerto de passe (94%)
Medalha de terceiro lugar 3º em finalizações PJ (16,4)
Medalha de terceiro lugar 3º em finaliz certas PJ (6,9)

Outras marcas do Del Valle de Ramírez na LIB20:

➤ 1º em posse, o Del Valle foi 32º em perdas de posse (!!!). Isso mesmo, o ÚLTIMO! Manter a posse é a base do jogo

➤ Del Valle foi 32º em desarmes e interceptações; mesmo assim, foi o 2º que menos sofreu finaliz p jogo (9,0)

HISTÓRICO NO IND. DEL VALLE

63 JOGOS / 30 VITÓRIAS / 14 EMPATES / 19 DERROTAS - 115 GOLS PRÓ (1.83 POR JOGO) X 84 CONTRA (1.33 POR JOGO)

CITAÇÃO EXTERNA 

Theo Posso, repórter da DirecTV, do Equador ao GZH explicou: 

"Ramírez é um técnico que privilegia muito o jogo de posição. Ele é muito ofensivo. Gosta de colocar os laterais atuando pelo interior. Ele gosta de uma bola rente ao chão, não gosta do jogo direto. Ele gosta que o goleiro jogue junto com os defensores e meio-campistas. Ele tem um jogador central no meio de campo que é o encarregado de distribuir e ordenar as composições ofensivas. É a peça central do time (...) Ele se expõe muito defensivamente. Ele se defende muito com uma linha de quatro e às vezes a equipe rival tem uma superioridade numérica. Mas o Independiente Del Valle com ele gosta muito de ter posse de bola. Ele preza por um bom espetáculo e um futebol bem jogado".

Fontes: GreNal, GZH, Footstats

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

254 pessoas já votaram