Texto por Colaborador: Redação 05/09/2021 - 17:00

Formado no Beira-Rio e fundamental na conquista do título mundial de 2006, o atacante Luiz Adriano vive uma fase complicada em São Paulo após um início promissor com a camisa do Palmeiras. Contratado desde o fim de 2019 pelo alviverde paulista, foi em 2020 que o centroavante compensou o largo investimento de 10 milhões de euros: 20 gols em 52 jogos, além de 3 assistências, isso sem falar dos títulos (Libertadores e Copa do Brasil). No entanto, o cenário em 2021 se alterou drasticamente, com o porto-alegrense de 34 anos saindo de cena para se tornar um reserva não utilizado desde 11 de Agosto: sofrendo com lesões e tentando recuperar espaço com o treinador, Luiz não entra em campo com regularidade e é alvo de críticas por parte da torcida.

Somando apenas pouco mais de 50 minutos no mês passado (quando veio do banco contra SP e Fortaleza), o camisa 10 registrou um mês inteiro em Julho sem atuar, só atuando em 22 das 49 partidas do Palmeiras na temporada, um índice de ausência superior a 55%, fruto de uma lesão cuja origem não tem explicação até o momento. Com um edema, que nada mais é do que um inchaço no joelho esquerdo, o inchaço é causado por uma inflamação conhecida cientificamente como sinovite, na membrana do joelho. Sua consequência é o aumento na produção de líquido na região, causando a popularmente conhecida "água no joelho". Além de dificultar os movimentos, a condição traz dores e impede que o jogador consiga treinar, se condicionar fisicamente e ainda mais jogar dentro da normalidade.

Há muitos motivos para o surgimento de um edema, que pode ser decorrente de pancadas, doenças crônicas como artrite reumatoide, osteoartrite ou osteoartrose, gota, hemofilia e esforço repetitivo. Estudos recentes apontam que até mesmo a covid-19, que Luiz Adriano contraiu duas vezes, pode causar edemas crônicos em articulações, num quadro de síndrome pós-contágio.

A situação foi citada pelo técnico Abel Ferreira após a vitória sobre o Athletico-PR, no sábado (27). "Está trabalhando como todos os outros. Hoje a opção não caiu nele. Não entrou como não entrou Veron, Breno. São opções que a comissão tem que tomar em função do que pensamos para o jogo. Só isso. Nada mais" comentou. Luiz Adriano, inclusive, quase foi cortado da relação para a partida, que possui número limitado para jogadores. O camisa 10, por sua vez, conduz seus treinamentos normalmente, não tem limitações físicas e quer retornar à titularidade.

CRÍTICAS DE EX-ESPOSA

Em sua conta no Instagram, a modelo Ekaterina Dorozhko, ex-esposa do atacante, revelou que não pretende voltar com o atleta. Questionada por um seguidor, que afirmou que o atacante não joga bem desde a separação, a russa criticou o jogador do Palmeiras.

– Eu não volto. Ele precisa sair do pagode – disse.

O relacionamento de Ekaterina e Luiz Adriano iniciou quando o atleta estava na Europa. Em 2019, os dois oficializaram o matrimônio, mas, poucos meses depois, se separaram.

Categorias

Ver todas categorias

Tu apoia a mudança do escudo com a retirada da borda?

Sim

Votar

Não

Votar

67 pessoas já votaram