Texto por Colaborador: Redação 09/04/2020 - 03:54

O ex-zagueiro bicampeão continental e atualmente técnico do Vila Nova-GO, Bolívar, concedeu entrevista ao jornalista Luciano Calheiros nesta quarta-feira (8), em Live no Instagram do FOX Sports Brasil. Entre os muitos temas debatidos, o capitão de 2010 falou sobre o Inter e também sobre o momento vivido pelo Grêmio. Em relação ao Colorado, o ex-zagueiro de 39 anos exaltou o trabalho que vem sendo desempenhado pelo técnico Eduardo Coudet, que em pouco tempo conseguiu implementar a sua filosofia de jogo na equipe, que mostra a cada jogo atuações consistentes.

"Surpreendente (o trabalho do Coudet) pelo fato de ter sido tudo muito rápido. Ele conseguiu implentar o seu trabalho em pouco tempo, com uma equipe agressiva ofensivamente, que quando perde a bola, tenta recuperar o mais rápido possível. No último Gre-Nal, o primeiro da Libertadores, o Inter, mesno fora de casa, se impôs o tempo todo, não venceu por detalhes porque criou a maioria das chances do jogo. É uma equipe que busca o gol o tempo todo, sofre menos gol. O torcedor está muito empolgado. Quando você os encontra, dá pra ver essa euforia. A parada (pelo COVID-19) foi ruim, mas o Coudet vai ter ainda mais tempo para trabalhar para fazer um Inter cada vez mais forte".

Em relaçã à fase vivida pelas duas equipes na temporada, o ex-defensor pontuou que vê o Inter melhor do que o Grêmio e apontou o motivo.

"Nesse momento, o Inter vem crescendo muito. O próprio Renato falou isso, que não tinha visto o Internacional da maneira que jogou na Arena há algum tempo. O Grêmio passou por uma sequência vitoriosa e acabou perdendo jogadores importantes. Acontece num time que se destaca muito. O Inter vem se afirmando, não só nacionalmente, mas também na Libertadores. Aqui comentam que a grande contratação é o Coudet. O Inter leva um pouco de vantagem por conta das suas últimas exibições", completou.

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

946 pessoas já votaram