Texto por Colaborador: Redação 26/09/2020 - 22:22

Com a saída do vice de futebol Alessandro Barcelos, o diretor executivo Colorado, Rodrigo Caetano, ficou sozinho no cargo e foi ele quem concedeu entrevista coletiva após o empate do time Vermelho neste sábado, no Gigante do Beira-Rio. O diretor admitiu o incômodo e a contaminação do ambiente político na rotina do clube, e afirmou que o clube pretende manter o meio-campista Edenílson. Confira os principais trechos. 

TEXTO:

Saída do Alessandro do clube: “Alessandro é um grande cara, é uma figura que eu tenho a maior afinidade. Ele colaborou demais com a consolidação de muitos processos. É uma saída sentida. Uma interrupção, faltando três meses para acabar o ano, nunca é o ideal. Mas sou profissional, tenho contrato com o Inter e pretendo cumpri-lo".

"Nada mais me assusta no futebol. Estamos enfrentando um ano atípico. Óbvio que já tivemos atuações melhores. O nosso trabalho é para recuperar. Temos que avaliar todo o contexto que foi o jogo. Nossa equipe lutou demais. Deixamos escapar uma vitória em casa, mas tenho absoluta certeza que vamos retomar o caminho das vitórias".

Sobre se o ambiente eleitoral afeta o clube: “Ambiente pré-eleitoral afeta o carro chefe que é o futebol”.

“Quem sou eu pra julgar? Temos um decorrer da temporada para entrar em 2021. Ter uma mudança e uma eleição não é benéfico. Sou profissional e, nesses momentos, temos que tentar seguir na mesma forma que antes. Junto com os atletas, comissão e o presidente”.

A irregularidade do time nos últimos jogos: “Nós estamos enfrentando um ano atípico. A oscilação acontece com todas equipes. Nós já jogamos melhor. Nosso trabalho diário é buscar retomar a mesma performance de antes”.

O resultado: “Deixamos escapar uma vitória em casa. Mas com o espírito que os jogadores apresentaram hoje, nós vamos retomar o caminho das vitórias. Esperamos que isso já aconteça na Colômbia”.

Mercado: “Venda do Fuchs foi para que chegássemos até aqui. Seguiremos atento ao mercado, mas não temos uma capacidade grande de investimento na janela”.

Situação do Edenilson: “Inter fará de tudo para que o Edenílson fique. Mas se algo vier a ser modificado, evidente que vamos buscar uma reposição”.

Possíveis reforços: “Não vamos criar expectativas. Se tivermos condições de buscar atletas que forem viáveis ao Inter, vamos fazer”.

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

254 pessoas já votaram