Texto por Colaborador: Redação 26/09/2020 - 22:22

Com a saída do vice de futebol Alessandro Barcelos, o diretor executivo Colorado, Rodrigo Caetano, ficou sozinho no cargo e foi ele quem concedeu entrevista coletiva após o empate do time Vermelho neste sábado, no Gigante do Beira-Rio. O diretor admitiu o incômodo e a contaminação do ambiente político na rotina do clube, e afirmou que o clube pretende manter o meio-campista Edenílson. Confira os principais trechos. 

TEXTO:

Saída do Alessandro do clube: “Alessandro é um grande cara, é uma figura que eu tenho a maior afinidade. Ele colaborou demais com a consolidação de muitos processos. É uma saída sentida. Uma interrupção, faltando três meses para acabar o ano, nunca é o ideal. Mas sou profissional, tenho contrato com o Inter e pretendo cumpri-lo".

"Nada mais me assusta no futebol. Estamos enfrentando um ano atípico. Óbvio que já tivemos atuações melhores. O nosso trabalho é para recuperar. Temos que avaliar todo o contexto que foi o jogo. Nossa equipe lutou demais. Deixamos escapar uma vitória em casa, mas tenho absoluta certeza que vamos retomar o caminho das vitórias".

Sobre se o ambiente eleitoral afeta o clube: “Ambiente pré-eleitoral afeta o carro chefe que é o futebol”.

“Quem sou eu pra julgar? Temos um decorrer da temporada para entrar em 2021. Ter uma mudança e uma eleição não é benéfico. Sou profissional e, nesses momentos, temos que tentar seguir na mesma forma que antes. Junto com os atletas, comissão e o presidente”.

A irregularidade do time nos últimos jogos: “Nós estamos enfrentando um ano atípico. A oscilação acontece com todas equipes. Nós já jogamos melhor. Nosso trabalho diário é buscar retomar a mesma performance de antes”.

O resultado: “Deixamos escapar uma vitória em casa. Mas com o espírito que os jogadores apresentaram hoje, nós vamos retomar o caminho das vitórias. Esperamos que isso já aconteça na Colômbia”.

Mercado: “Venda do Fuchs foi para que chegássemos até aqui. Seguiremos atento ao mercado, mas não temos uma capacidade grande de investimento na janela”.

Situação do Edenilson: “Inter fará de tudo para que o Edenílson fique. Mas se algo vier a ser modificado, evidente que vamos buscar uma reposição”.

Possíveis reforços: “Não vamos criar expectativas. Se tivermos condições de buscar atletas que forem viáveis ao Inter, vamos fazer”.

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1600 pessoas já votaram