Texto por Colaborador: Redação 01/07/2020 - 01:17

Em entrevista à Rádio Guaíba nesta terça-feira (30), Rodrigo Caetano, diretor executivo do Internacional, lamentou a confirmação de que quatro atletas colorados tiveram resultado positivo para Covid-19. Ressaltando que o protocolo adotado previa essa possibilidade - e mesmo com o atual panorama da pandemia no Rio Grande do Sul - o dirigente defende a volta do futebol. Confira suas principais declarações:

Casos de Covid-19: "Lamentamos o fato por conta do diagnóstico, mas, para nós, só comprova que o que fazemos é correto. Esses protocolos são justamente para isso. Hoje é uma nova etapa das medidas sanitárias, inclusive, era previsto que em algum momento, algum atleta testaria positivo. Num universo de 80 pessoas, que transitam no CT no dia-a-dia, termos quatro delas com teste positivo, na quarta bateria de exames, isto comprova que aqui dentro, temos a segurança sanitária necessária".

"Jogadores estão bem, totalmente assintomáticos, e na semana que vem farão novos testes. Nossos médicos irão acompanhar os seus familiares. Os clubes estão promovendo um serviço a sociedade. Testar pessoas assintomáticas é algo que não é sugerido nem pelo governo".

Sobre a hipótese de festa na casa do jogador Boschilia ter sido uma possível causa da contaminação: "É até uma temeridade falar disso. Isso não tem qualquer relação, posso afirmar."

Retorno: "Futebol tem condições de voltar sim, inclusive por que no dia dos jogos, o número de pessoas testadas irá aumentar, pois, todas as pessoas envolvidas no jogo serão testadas (...) O Protocolo da Federação para realizar os jogos é seguro. A gente observa clubes, inclusive do Rio de Janeiro, que retomaram, que tiveram atletas positivos em algum momento e já estão atuando. Particularmente, tenho esperança que retomemos o futebol para tudo aquilo que representa. Futebol não é só entretenimento, é uma atividade econômica relevante. Nossa atividade fim é o jogo, e vai fazer quatro meses que não jogamos"

Sobre a possibilidade de treinar em SC: "Não falamos absolutamente nada a respeito. Eu também não posso cravar como uma decisão definitiva."

A Secretaria Estadual da Saúde confirmou nesta terça-feira (30) a morte de mais 32 pessoas pelo coronavírus em território gaúcho. Trata-se do maior número de mortes divulgadas pela pasta no período de 24 horas. Assim, o Estado chega 614 óbitos pela covid-19. O número de casos confirmados é de 26.941, após mais 1.293 registros nas últimas 24 horas. 

Categorias

Ver todas categorias

Tu aprova o nome de Abel Braga para substituir Coudet até fevereiro?

Sim

Votar

Não

Votar

835 pessoas já votaram