Texto por Colaborador: Redação 28/06/2020 - 17:54

Nessa semana, a CBF indicou pela primeira vez uma data para o início do Campeonato Brasileiro de 2020, que será disputado até meados do mês de fevereiro.

Em videoconferência com os clubes, o presidente da CBF afirmou que 9 de agosto é a data ideal para começar o campeonato. E não no dia 15 de agosto, como preferem a maioria dos clubes por conta de compromissos estaduais.

A CBF esclarece que a data de 09/08 é considerada como o limite para entregar, com segurança, todos os compromissos de 2020 sem prejudicar o calendário de 2021.

Por exemplo, atrasar a Copa do Brasil levaria a não ter um indicado para disputar a Libertadores no ano que vem. Atrasar o Brasileirão levaria a um risco ainda maior.

A posição da Confederação Nacional de Futebol é que não pode adequar o calendário nacional às competições estaduais, por haver diferença de formato entre os torneios de cada estado.

"Em Goiás, faltam oito datas, no Rio Grande do Sul faltam sete. Cada estado tem uma condição diferente", diz Manoel Flores, diretor do departamento de competições da CBF, ao blog do PVC.

Com a previsão de reinício dos estaduais no dia 25 de julho, a maioria dos estaduais terminará depois da primeira rodada ou até da segunda rodada do Brasileiro.

Além disso, a situação sanitária dos estados continua sendo um obstáculo a ser levado em conta. Isso porque cada estado tem seus próprios protocolos contra o coronavírus.

Por isso, a ideia da CBF é de iniciar o Brasileirão com tempo hábil para unir a temporada de 2020 à de 2021 sem esperar o final dos estaduais.

Além disso, dos 20 times da Série A apenas o Athletico Paranaense foi contra a hipótese de jogar em outra cidade caso Curitiba não esteja liberada para a disputa de jogos.

A situação mostra que todo mundo tem um pouco de razão, mas as dificuldades para montar um calendário tão apertado requer entendimento e bom senso de todas as partes.

PVC e Victor de Freitas / ECBAHIA.com

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

1863 pessoas já votaram