Texto por Colaborador: Redação 01/06/2020 - 19:26

Em entrevista exclusiva neste domingo (31) à Rádio Sagres 730, de Goiânia, o secretário geral da CBF, Walter Feldman, revelou que a intenção da entidade é comunicar o retorno do futebol no país duas semanas antes da primeira data.

“Um mês eu diria que é um pouco demais, talvez não seja necessário. O que nós temos recomendado aos times brasileiros é um pré-preparo, recondicionamento físico e acompanhamento dos atletas. Se não puder ser nos CTs, pelo menos aqueles que fazem parte da estrutura de saúde das comissões técnicas já irem orientando os jogadores para que eles possam ir se preparando. Aí quem sabe 15 dias de pré-temporada para esse preparo antes do início das competições”, analisou.

Segundo o dirigente, o principal impasse para uma orientação mais clara é indecisão quando ao cenário da pandemia do coronavírus no Brasil. “A cada semana nós temos informações diferentes nessa complexa equação do retorno ao futebol. Nós não temos ainda essa equação pronta. Estamos conversando semanalmente com as federações, com os clubes, para saber qual é o ajuste possível, o retorno necessário e qual o protocolo que deve ser implementado”, revelou.

Por fim, Feldman destacou que a preocupação da CBF também se estende à parte técnica e ao desempenho dos times dentro de campo. “Haverá um preparo para equalizar os clubes que irão participar de uma determinada competição, para que não haja preparos muito diferenciados e que possibilitem um desajuste técnico à disputa desses clubes”.

NATHÁLIA FREITAS / Sistema SAGRES Cerrado de Comunicação

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

1783 pessoas já votaram