Texto por Colaborador: Redação 13/10/2021 - 23:30

Precisando vencer para ter chances de entrar de vez no G6, um Inter com apenas uma mudança em relação aos XI da rodada passada recebeu o América-MG na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio. Enfrentando o terceiro melhor time do returno, o confronto que não parecia fácil se provou duríssimo, sobretudo no primeiro tempo. Após praticamente não jogar nos 45 iniciais, o SCI soube se aproveitar do maior desgaste adversário - além da saída de Lindoso - para sufocar a equipe mineira, conquistando uma vitória sem brilho mas justíssima. Com grande noite de Patrick (que infelizmente saiu machucado), o Colorado somou mais três pontos fundamentais e colou de vez no bolo de cima, ficando há apenas 3 pontos do atual terceiro colocado, Fortaleza, no 7° lugar. 

Agora, Aguirre & Cia retornam a campo no próximo domingo (17), às 16h, diante do Palmeiras, em SP.  

Um primeiro tempo pavoroso do Inter. Completamente dominado pelos visitantes desde o apito inicial, os comandados de Aguirre - no máximos dos máximos - conseguiram disputar a bola por alguns instantes, mas jogar futebol que é bom, nunca. Enfrentando um adversário bem organizado e sem ter nenhuma mobilidade para sair da marcação, os colorados abriram o placar em lance de puro oportunismo de Dourado e Patrick, mas sofreram nos 45 restantes. Tirando uma mísera jogada criada, quando Yuri, aos 23', teve boa chance, no mais, o empate saiu lucrativo, enquanto o Coelho foi até o intervalo com 7 finalizações e exigindo um milagre de Daniel, contra apenas 3 vermelhas.

Na etapa final, felizmente, o cenário se alterou e foi o Inter que passou a agredir o rival. Frente um América-MG claramente mais desgastado pelo forte ritmo da etapa anterior, um Colorado um pouco mais móvil após a saída de Lindoso passou a criar no ataque quase marcando aos 53' e 61', em duas grandes chances com Yuri. Após quase não finalizar com perigo, o SCI dobrou suas finalizações e alcançou o gol graças ao talento de Patrick, que infelizmente saiu lesioando. Quando o fim de jogo parecia indicar uma trilha de drama, Caio Vidal chegou livre, botou no poste, mas Yuri (que fazia uma atuação tenebrosa) teve novamente estrela para pegar o rebote. Resultado justo levando em consideração os 90 minutos.

DESTAQUE POSITIVO: PATRICK

FICOU DEVENDO: TAISON

FICHA TÉCNICA & CURIOSIDADES

Categorias

Ver todas categorias

Tu apoia a mudança do escudo com a retirada da borda?

Sim

Votar

Não

Votar

137 pessoas já votaram