Texto por Colaborador: Redação 06/07/2021 - 18:57

Nesta segunda-feira o Internacional oficializou a vinda de Gabriel Mercado através de suas redes sociais. Após uma caminhada bastante irregular defensivamente, o Inter espera mudar esse panorama com a chegada do jogador experiente jogador argentino. Ele chega a Porto Alegre até o final da semana e terá três semanas para se preparar para a estreia, desembarcando sem custo de transferência por conta de seu último vínculo ter data de encerramento no próximo dia 30 de julho. Mas quem é ele exatamente? Confira um compilado abaixo:

Com histórico de liderança, o argentino nascido em Puerto Madryn chega com gabarito para corrigir a bola aérea, entregar raça ao time e ainda brilhar em jogos importantes. Respaldado por Diego Aguirre (com quem trabalhou no Oriente Médio), Mercado terá a missão de tentar recolocar o Colorado no caminho dos títulos, como contribuiu no período de River Plate, onde é ídolo.

Revelado pelo Racing, o defensor ainda atuou no Estudiantes, onde foi campeão argentino, antes de chegar a Núñez, em 2012. Lá permaneceu até 2016. Conquistou Libertadores, Sul-Americana, Recopa e Argentino. Esteve também na seleção argentina, disputou a Copa do Mundo de 2018, a Copa América de 2016 e, na base, foi campeão mundial sub-20 em 2007. Currículo para poucos.

Na Sul-Americana, marcou na vitória por 2 a 0 sobre o Nacional, de Medellín, na decisão. Sob o comando de Marcelo Gallardo, evidenciou que valoriza o coletivo. Mostrou polivalência ao atuar tanto como zagueiro (seja na linha de três ou quatro) quanto como lateral-direito.

"Era zagueiro central, mas, no River, rendeu muito como lateral-direito. Era um jogador de força, mas aqui virou uma opção de saída, que buscava projetar-se por orientação de Gallardo. É muito bom no jogo aéreo, tanto atrás quanto na frente. Fez gols importantes, como na final da Sul-Americana. Complica o trabalho dos atacantes rivais" explicou Maximiliano Benozzi, jornalista do Clarín, ao GE.

O desempenho no River chamou atenção de Jorge Sampaoli, que o levou ao Sevilla, repetindo as mesmas credenciais:

"É um cara que sempre divide e não poupa esforços. Vai bem por cima, apesar de não ser alto. Não é um jogador de muita capacidade técnica, mas que brilha pelo trabalho e o sacrifício. Se identifica com as cores que defende.  Tem peso no vestiário. É muito querido pelos companheiros. Jogou muito tempo no Sevilla com Sampaoli e ajudou muito. Se destacou com gols em partidas importantes", explica o jornalista do Diário de Sevilla.

Sua altura, 1m80cm, não foi um impeditivo para uma história de sucesso no clube. Foram 118 jogos oficiais entre Liga Espanhola, Copa do Rei, Liga dos Campeões e Liga Europa. No campeonato nacional, sempre terminou classificado para as competições continentais.

Saiu de lá para o Catar, ficou duas temporadas. Zagueiro definitivamente, disputou 48 partidas. Seu último jogo foi em abril. Sofreu uma lesão, mas está plenamente recuperado.

Em seu twitter, o jornalista Gabriel Correa, da BAND, também elogiou o novo reforço: "Vai ser muito importante fora de campo. É um perfil de liderança e hierarquia no campo que esta em falta no clube hoje e pode ajudar no desenvolvimento (e dar tranquilidade) aos garotos. Dentro dele, a nível América do Sul, creio que vá bem ainda", avaliou.

O argentino assinará contrato com o Inter até o final de 2022. Antes do defensor, a direção já tinha anunciado as chegadas de Carlos Palacios, Taison, Bruno Méndez e Paulo Victor.

Se tudo der certo, Mercado deve estrear pelo Inter diante do Flamengo, em 8 de agosto.

34 anos
1m80cm
Clubes: Racing (2007-10), Estudiantes (2010-12), River Plate (2012-16), Sevilla (2016-19), Al-Rayyan (2019-21)
Títulos: Argentino (2010 e 2014), Libertadores (2015), Sul-Americana (2014), Recopa (2015), Copa Argentina (2014, 2015), Suruga (2015)
Pela seleção: 25 jogos, 4 gols. Disputou a Copa do Mundo de 2018 e a Copa América de 2016

Fontes: GE e GZH

Categorias

Ver todas categorias

Aguirre é a escolha certa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1408 pessoas já votaram