Texto por Colaborador: Redação 08/04/2020 - 18:53

O Conselho Deliberativo do Inter fará sua primeira reunião por videoconferência nos dias 16 e 17 de abril visando apreciar e votar as contas de 2019 da atual gestão e também das medidas tomadas para conter a crise pela pandemia do Covid-19. Apenas os membros da mesa diretora do Conselho e alguns representantes da direção e do Conselho Fiscal estarão presentes no Beira-Rio.

Os 345 conselheiros já receberam os documentos relativos às demonstrações contábeis, o relatório da auditoria independente e também o parecer do Conselho Fiscal, que recomenda a aprovação. Em novembro, o Conselho aprovou a suplementação orçamentária de R$ 35 milhões. Para 2020, o prejuízo estimado é de mais de R$ 13 milhões, mesmo com cortes nas despesas.

Os conselheiros terão até às 17h do dia 17 de abril para votar, pelo site do clube, em três opções: aprovação, aprovação com ressalvas ou reprovação. Para as contas da gestão serem aprovadas, é necessária maioria simples, ou seja, um voto a mais do que a metade do numero de conselheiros presentes na reunião do dia 16. A Lei Pelé exige que todos os clubes divulguem as demonstrações contábeis até o dia 30 de abril do ano seguinte.

QUADRO ATUAL

Além das contas de 2019, o enxugamento financeiro devido à pandemia do coronavírus também será pauta da reunião. Os conselheiros debaterão as medidas tomadas pelo clube para conter gastos durante a paralisação do futebol.

Em uma primeira ação, o presidente Marcelo Medeiros emitiu uma normativa para que todos os departamentos reduzam em 30% seus orçamentos.

Elenco, comissão técnica e funcionários tiveram 20 dias de férias antecipadas. O clube analisa se será necessário fazer readequações para quitar os salários deste mês. Os pagamentos de março já foram realizados.

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

934 pessoas já votaram