Texto por Colaborador: Redação 23/07/2020 - 00:00

Eduardo Coudetr admitiu um jogo de má qualidade como um todo e viu no gramado do estádio Centenário uma das razões para um espetáculo muito aquém tecnicamente. Encarando sua segunda derrota em três clássicos, o comandante argentino não viu o GreNal 425 como qualquer parâmetro, enquanto solicitou uma nova sede para o Inter na sequência dos jogos no torneio. Confira suas declarações aos jornalistas após duelo válido pela 4° rodada do returno do Gauchão 2020:

ENTREVISTA COMPLETA

TEXTO

"Entendo que, obviamente, nos falta ritmo de jogo. Foi uma partida dura, em um campo de jogo horrível, não vimos um bom jogo. Não gosto de ver esse tipo de jogo, de espetáculo. Mas a sorte esteve do lado deles e só poderia ter sido um jogo de um gol."

Guerrero isolado?: "Eu gosto de jogar com 2 atacantes. Com as circunstâncias, tive que mudar. Não gosto de falar de individualidades. Mas se puder falar algo de Paolo, posso dizer que o Gre-Nal merecia um campo melhor". 

Erros de Musto: "Com Musto, nós normalmente tentamos sempre jogar somente com um volante central. São os mais propensos, os que têm mais risco de tomar cartão. Depois, entrou o Lindoso e ele também tomou cartão".

Retrospecto do time em Gre-Nais: "Olhar para atrás é muito difícil. E, hoje, pela partida que foi, um nível técnico mau, com circunstâncias ruins, é difícil de analisar (...) A dor é por não conseguir uma vitória e a frustração de não poder ter dado um bom espetáculo."

Sobre Rodrigo Moledo no ataque no final da partida: "A bola não chegaria de forma limpa na área do Grêmio, no final do jogo. Nós precisávamos de mais um cabeceador".

Opções na reserva: "É difícil, com apenas cinco no banco, colocar um lateral. Se é possível colocar jogadores que podem cobrir diferentes funções, como Patrick, que pode jogar na lateral, é melhor".

Campo do Centenário: "Seguramente, vamos tentar jogar em outra sede. Quando viemos enfrentar o Caxias e eu fui o primeiro que disse que o campo não era ideal. Creio que não foi uma decisão acertada, mas não vou falar sobre isso. Podemos ganhar, empatar ou perder. Na Libertadores empatamos, mas o espetáculo foi melhor."

"Nós tivemos 45 dias pra achar a melhor forma. É o tempo que uma equipe precisa. Agora, precisamos treinar mais coletivamente. Se falou muito em Porto Alegre, e não emiti opinião, mas treinamos num CT totalmente exposto".

Saída de Gustagol: "Nós temos a necessidade de ocupar a vaga do atacante Gustavo. Ele falou comigo e disse que queria a saída, pois seria mais vantajoso. Durante o período de indefinição, não se sentia da melhor forma no estado anímico".

Exageros nos cruzamentos: "Se prestar a atenção, cada vez que queríamos infiltrar, estava muito difícil. A bola muito viva para os dois lados. Isso deixou o jogo com muitas divididas. Então tratamos de finalizar de fora da área ou buscar chances nos cruzamentos".

Dourado de volta? "Com o Rodrigo [Dourado], vamos respeitar o tempo".

Categorias

Ver todas categorias

Tu aprova o nome de Abel Braga para substituir Coudet até fevereiro?

Sim

Votar

Não

Votar

875 pessoas já votaram