Texto por Colaborador: Redação 13/03/2020 - 00:32

Eduardo Coudet preferiu destacar o bom futebol apresentado pelo Inter no primeiro GreNal pela Copa Libertadores da América, ocorrido nesta quinta-feira (12), na Arena. Após quase marcar em diversos momentos e parando na trave em duas oportunidades, Chacho viu um Inter superior e que seguiu o planejado na sequência dos 90 minutos. Confira abaixo suas declarações pós empate sem gols: 

DECLARAÇÕES

TEXTO / RESUMO

"Eu acho que a confusão se armou no nosso melhor momento. O jogo seguiu como pensamos, com um Grêmio que pressionou desde o início, que tínhamos de estar à altura da dinâmica e da disputa. Se passaram os primeiros minutos e conseguimos começar a jogar. Foi tranquilo, como havíamos planejado. No segundo tempo estávamos encontrando espaço e jogando. Tivemos chegadas claras e bolas nos postes."

"A verdade é que foi uma partida intensa para todos, para a torcida, para os jogadores. Vamos ter muitos clássicos esse ano e temos de nos prepararmos da melhor forma. Temos de melhorar um pouco a evolução para estarmos um pouco mais tranquilos dentro de campo, mas a proposta futebolística vamos tratar de seguir melhorando. Hoje nos sentimos mais cômodos do que no Gre-Nal passado e seguiremos melhorando. A Libertadores aumenta um pouco mais o que é o Gre-Nal e deixa o jogo mais intenso."

Sobre as seis suspensões hoje: "Sim, perdemos 6 jogadores, mas seguiremos trabalhando da mesma maneira. Nós teremos tempo, seguiremos trabalhando e aumentando o nível de cada um. Nós temos muita confiança nos nossos jogadores. Montamos um grande grupo, com muita competência. Mas precisamos pensar primeiro no Gaúcho, que está mais próximo. Precisamos nos preparar para a sequência, a Libertadores é o torneio mais lindo do mundo. Temos que pensar no que vem e recuperar os jogadores para o Gaúcho, no domingo. Seguramente aquele que for entrar, vai estar à altura. Estamos com uma competição interna muito boa”.

"Nós estamos encontrando uma ideia e as formas de chegar cada vez melhor nessa ideia. No 11 contra 11, fizemos um bom jogo. Um time que mostrou o que torcedor quer. Queremos que o Inter seja uma equipe que lute por cada bola como se fosse a última. Que seja valente para jogar. Que jogue igual dentro e fora de casa. Um time que joga como a camisa pede”.

"Agora, conversar agora é muito difícil. Seguramente, conversaremos amanhã com todos mais tranquilos. Há de se entender que se joga com muita pressão. Repito, não é este exemplo que temos que seguir. Mas bom, se deu assim, mas tenho que destacar a parte futebolística".

"Espero que não apliquem punições muito duras. Mas estamos trabalhando com todos os jogadores da mesma maneira. Quem tiver de jogar estará à altura. Eu seguirei elevando o nível de cada um e confio que quem entrar irá jogar da melhor maneira".

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

802 pessoas já votaram