Texto por Colaborador: Redação 28/03/2020 - 11:20

Andrés D'Alessandro está perto de completar 39 anos, mas sua qualidade em campo ainda é clara toda vez que ele defende as cores do Inter. Apesar da idade, ele não define uma data para a aposentadoria. "Estamos vendo ano a ano. Vou ver como o corpo responde no final da temporada, como termino fisicamente. Além disso, o mental é muito importante", disse ele em uma transmissão ao vivo com Diego Díaz.

O colorado de Porto Alegre se tornou sua casa, onde ele está há 12 anos. Seu objetivo é se aposentar lá, mas ele não descarta a possibilidade de jogar nos Estados Unidos. "Adoraria jogar lá. Na época, também gostei dos Emirados Árabes Unidos para dar o último puxão. Os Estados Unidos são outra vida, outra coisa. É um país organizado", afirmou.

El Cabezon não se esquece também do River, que foi sua primeira casa, e deixou claro seu ponto de vista sobre a final perdida contra o Flamengo. "Eles mereciam a taça. Anularam o rival. Se você vê o Flamengo no chão, precisa matar para vencê-lo. A partida que eles jogaram é um exemplo a seguir", analisou. Confira outras declarações do camisa 10 alvirrubro:

Ficar no banco no 1° GreNal da Libertadores: “Naquele dia, ele (Coudet) me disse: “Vejo tua cara, vejo teu rosto, já te conheço”. Escuta: “Eu quero jogar sempre”, disse pra ele. E ele sabe. Há coisas que eu entendo depois do passar dos anos. Foi o que ele me disse: “O dia que não tiver vontade de jogar sempre, tem que deixar o futebol (...) Às vezes ele escapa um “Cabeza”. Mas é que nos conhecemos muito. Mas não há nenhuma diferença, trata todos igualmente. Já me mandou (para o banco). Me mandou em um dos jogos mais importantes da Libertadores, contra o Grêmio”.

Chegada de Coudet: "Chegou com muita gana, é muito intenso”.

Virar treinador? “Não, de um dia para o outro não. Até porque hoje me vejo muito mais como um diretor, manager, ficar próximo ao vestiário, relação com jogadores, questões de grupo. Falar com dirigentes, representar o clube, ser embaixador. Mais assim por agora. Depois, não sei”.D

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

934 pessoas já votaram