Texto por Colaborador: Redação 22/06/2021 - 18:45

Após o desastre defensivo com as recorrentes falhas de Zé Gabriel e Pedro Henrique a direção finalmente tenta resolver os problemas de retaguarda - que já não possui a importante presença de Rodrigo Moledo, lesionado - para o restante da temporada sob o comando do técnico Diego Aguirre.

Além de Sidnei, fortemente vinculado ao SCI nesta terça-feira, o jovem Bruno Mendez chegará ao Beira-Rio para resolver um "pepino" crônico desde o início do trabalho de Miguel Angel Ramirez. O uruguaio, de 21 anos, desembarca por empréstimo de um ano ao custo de R$ 500 mil aos cofres colorados, ademais do pagamento integral de seu salário. No Parque São Jorge desde 2019, o defensor disputou 42 partidas e marcou um gol.

Buscado através do CAPA (Centro de Análise e Prospecção de Atletas), o charrua em geral é benquisto pela torcida corintiana mesmo sendo a quinta opção no elenco do técnico Sylvinho. Em declarações ao GZH nesta terça (22) o jornalista Rodrigo Vessoni fez uma rápida análise do jogador:

"Ele tem algumas valências de todo jogador uruguaio. É um cara muito focado, determinado, concentrado. Para ele, treino é jogo e jogo é guerra (...) Toma algumas decisões meio estabanadas, comete alguns erros que são evitáveis. Tem pênaltis que não precisava fazer. Pelo fato de ser jovem e muito voluntarioso, tem esse lado que vira e mexe e dá uma brecha, cometendo um erro ou uma falta que não precisava", explicou o comunicador da Rádio Transamérica.

Para não dizer que tudo são flores, em 2019 o UOL relatava Bruno como recebendo "contestações internas a respeito de sua velocidade e excesso de faltas cometidas com a camisa do Corinthians. Ao menos os defeitos que a comissão técnica de Fábio Carille observou em seu início de passagem em SP, como a pouca impulsão na bola aérea, acabaram diminuindo e não sendo mais motivos de preocupação", dando a entender uma certa evolução do jogador desde sua chegada ao Brasil.

Bruno Méndez foi contratado pelo Timão em fevereiro de 2019 por 3,5 milhões de dólares, tendo contrato até dezembro de 2023. Antes, o jogador defendia o Montevideo Wanderers e era capitão da Seleção Uruguaia sub-20. Versátil, pode atuar também como lateral-direito e volante, tendo sua última utilização com certo prestígio ao atuar pelo esquema tático do técnico Vagner Mancini.

Categorias

Ver todas categorias

Aguirre é a escolha certa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1408 pessoas já votaram