Texto por Colaborador: Redação 19/09/2020 - 20:55

Enfrentando o organizado Fortaleza de Rogério Ceni, Chacho abriu a 11° rodada neste sábado, no Castelão, tendo uma formação com 6 titulares (Lomba, Saravia, Zé Gabriel, Moisés, Edenílson e Patrick), além da estreia de Léo Ferreira nos profissionais, ao lado de Leandro Fernandez, também debutando como titular. Perdendo, no entanto, duas peças por lesão ainda no primeiro tempo (Johnny e Patrick) uma atuação pouco criativa e com novo erro defensivo infantil garantiu a segunda derrota seguida colorada no Brasileirão. Com o revés, o Clube do Povo poder perder a liderança - caso o Galo vença no fim da noite - além de ser superado pelo SP.

Agora, o Internacional retorna à Libertadores quando recebe o Grêmio (23), quarta-feira, às 21h30. Na sequência, pelo Brasileiro, enfrenta o São Paulo, pela 12° rodada, no sábado (26), às 19h, no Beira-Rio.

Um primeiro tempo morno, com ambas defesas se sobressaindo sobre os ataques. Tendo mais a bola e diante de um Fortaleza que apostou nos contra-ataques, o Inter até teve boas chegadas, sobretudo com Leandro Fernandez em finalização dentro da área e em bom cruzamento de Moisés para Leo Ferreira, mas não passou disso. Com 4 finalizações gaúchas versus 3 da equipe nordestina, o placar inalterado esteve de acordo ao confronto parelho no Castelão.

Na etapa final, o time colorado até voltou um pouco melhor, tendo algumas boas chances pelos pés de Leandro Fernandez, mas tudo desabou após erro defensivo - novamente imaturo: Dalessandro ofereceu a bola de graça por discutir com o adversário além de ser amarelado, Nonato afastou mal e 1 a 0 em rebote na entrada da área de Lomba, que apenas assistiu a bola entrar. Após a desvantagem, a equipe alvirrubra se perdeu completamente, passando a não construir nada e sofrendo a segunda derrota seguida no Brasileiro. 

DESTAQUE POSITIVO: JOHNNY 

FICOU DEVENDO: LEO FERREIRA E MOISÉS

FICHA TÉCNICA & CURIOSIDADES

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1622 pessoas já votaram