Texto por Colaborador: Redação 22/09/2020 - 19:03

O atacante do Grêmio, Diego Souza, foi o jogador escolhido para conceder a entrevista coletiva oficial da Conmebol pré-clássico desta quarta-feira, às 21h30, no Beira-Rio, pela 4° rodada da Fase de Grupos da Libertadores. Elogiando o Inter, o atleta avaliou os últimos resultados negativos do time de Renato Portaluppi. Confira suas principais declarações:

"Time do Inter é qualificado, tem grandes jogadores. Tem que ter cuidado com o Galhardo, tem feito muitos gols, é um jogador qualificado. Mas é um jogo equilibrado, o detalhe vai fazer a diferença (...) O jogo fala por si. Um clássico, de Libertadores. Todo mundo quer estar em campo. Nem precisa mobilizar muito, porque todo mundo sabe da importância."

"Independente de três volantes ou três atacantes, a gente tem uma estratégia para cada jogo. O Renato monta sempre as estratégias. Se for para defender e jogar por uma bola, a gente vai fazer isso. Se for atacar e pressionar o adversário na frente, vamos fazer também. Se eu tiver que jogar para defender e arriscar menos, eu vou fazer a minha função. Dependendo da estratégia que o Renato montar, a gente vai fazer isso 

Momento conturbado da equipe: "Pressionado de maneira nenhuma. É um clássico onde sabemos da importância para nós. A chave está bem embolada. Precisamos da vitória, sempre jogamos por ela. Claro que não tem pressão. A pressão que o Renato fala é a pressão externa. A gente sabe do que precisa fazer (...) Não se fala em divisor de águas e nada parecido. A gente sabe da importância do jogo. A torcida do Grêmio pode esperar o que sempre fazemos nos clássicos. Vamos correr, vamos nos esforçar e buscar a vitória.

"Sem dúvida o rendimento caiu. Sou um camisa 9, preciso estar fazendo gols para colaborar com a equipe. Eu sou aquele jogador que se faço gol estou bem, se não faço estou mal. Sei da minha responsabilidade."

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1666 pessoas já votaram