Texto por Colaborador: Redação 17/10/2020 - 16:25

A rádio Gre-Nal conversou na tarde deste sábado com Lauro Hagemann, Vice-Presidente de Finanças e de Marketing e Mídia do Inter. O diretor do clube do Povo falou sobre o sucesso enorme da camisa rosa com a torcida, e de como o clube trabalha para conseguir colocar novas peças a venda. Confira os principais trechos.

TEXTO:

Sobre o sucesso nas lojas: "A gente fica extramente orgulhoso com essa adesão da torcida. Mais do que uma camisa muito bonita, ela tem uma mensagem de prevenção e combate muito importante ao câncer de mama."

Sobre novos lotes para venda: "A gente vai fazer todo esforço possível, mas não depende só do Inter. E entendemos a Adidas. Tivemos uma pandemia, e não só o Internacional teve redução no número de peças produzidas."

Utilização da equipe: "Com certeza amanhã não será o único jogo do Inter com a camisa rosa. Mas não falo do masculino. As gurias coloradas irão jogar de rosa também no próximo jogo do campeonato brasileiro".

Sobre o distintivo da camisa rosa: "Temos um time de marketing muito alerta, que faz com que seja possível pensarmos nesse modelo em outras camisas. Temos que respeitar o que agrada à nossa torcida."

A situação financeira do clube: "A situação não é falimentar, mas é dificil. Uma receita que não vamos conseguir buscar é bilheteria. Nos primeiros meses do ano, perdemos R$ 18 milhões só nisso. É uma receita muito expressiva.

"Sob o ponto de vista financeiro, a venda de jogadores é primordial. Tínhamos a expectativa de 80 a 90 milhões de reais. Isso dá um parâmetro da necessidade que temos da entrada dessa receita."

Categorias

Ver todas categorias

Você gostou da 3° nova camisa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1622 pessoas já votaram