Texto por Colaborador: Redação 25/11/2020 - 12:21

A rádio Gre-Nal conversou na manhã desta quarta-feira com Alexandre Chaves Barcellos, vice-presidente do Inter. O dirigente Colorado respondeu as perguntas dos jornalistas e falou principalmente sobre o grande duelo com o Boca Juniors nesta noite no Gigante da Beira-Rio. Confira os principais trechos.

TEXTO:

O duelo com o Boca Juniors: "A gente tem que estar confiante. É um grande jogo, de dois gigantes do futebol mundial. Camisa não ganha um jogo, mas é um duelo diferente."

As dificuldades do elenco: "O grupo é o mesmo, claro que com algumas perdas. Mas esse é o grupo que nos trouxe até aqui. Acredito muito neles, que possam readquirir aquele desempenho que nos propiciou ser líderes do Campeonato Brasileiro."

A preparação para o jogo: "Nós estamos concentrando sempre na véspera. Acho que é uma rotina saudável. Tem a questão da Covid também. Essa concentração de 24h atende o zelo tanto com a Covid quanto para manter o grupo fechado."

"O que tem para ser feito e está ao alcance dos dirigentes é feito. Não é por falta de estrutura, de zelo com o grupo de atletas que vamos ganhar ou perder."

As dificuldades da partida: "É uma pedreira jogar contra time argentino. A catimba, a arbitragem sul-americana também é diferente. Enfrentar uma equipe como Boca do Miguel Ángel Russo, que tem Tevez, Toto Sálvo, Soldano... fácil não vai ser."

A decisão do Dalessandro: "O D'Alessandro tem a melhor relação possível conosco. É óbvio que conversamos com ele sobre todas situações. Ele é um cidadão do mundo, e amadureceu essa ideia de tentar fazer seu último contrato fora daqui." 

"Ele nunca cogitou deixar de jogar no ano que vem. Só depois vai se preparar para uma outra função."

A questão política: "Procurei me alijar do cenário político, mas é evidente que o Dr. Guinther é o candidato em quem eu e o presidente Medeiros vamos votar. É um grande colorado, que está preparado, pela experiência, para presidir o clube."

Categorias

Ver todas categorias

Miguel A. Ramírez é o nome certo para comandar o Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

669 pessoas já votaram