Texto por Colaborador: Redação 23/05/2020 - 16:00

Em entrevista ao Jornal O Globo, Celso Barros, dirigente do Fluminense, comentou sobre o momento com a crise devido a pandemia do coronavírus. Médico de formação, o diretor fez uma crítica ao Governo por não tratar o surto de COVID-19 com a devida seriedade e ainda afirmou que todas as instituições precisam assumir um papel de responsabilidade, como formadores de opinião, no combate à doença. Confira os principais trechos.

TEXTO:

"Todos os clubes e lideranças têm responsabilidade e um papel importantesobre o que estamos vivendo. Governadores, dirigentes, presidentes, médicos e tantos outros profissionais ligados à área de saúde… Todos têm um papel fundamental na imagem que se passa. O Presidente da República falou lá atrás que era uma “gripezinha” e temos mais de 20 mil mortos. Uma “gripezinha” não mata tanta gente. Essa imagem confunde a população. Ele tem um discurso desde o primeiro óbito e, com 20 mil mortes, o discurso é o mesmo".

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

735 pessoas já votaram