Texto por Colaborador: Redação 09/04/2020 - 18:23

O vice-jurídico do Grêmio, Nestor Hein, falou em entrevista ao GaúchaZH sobre o clima de ansiedade pela demora do resultado do julgamento da Conmebol. O dirigente tem reclamações dianta da postura da confederação Sul-Americana. Confira os principais trechos.

TEXTO:

“Nos causa certo medo. Existe uma supervalorização daquele fato. Não é algo que se deva aplaudir, mas foi um dos melhores Gre-Nais dos últimos dez anos, que no final os jogadores acabaram se desentendendo. Quanto mais cedo for definido, melhor”.

“O Grêmio recebeu as tipificações em relação as atitudes dos jogadores e fez a sua defesa. Nosso carro chefe é o que o Grêmio tem sido o mais disciplinado da América do Sul. Explicamos que não somos um time violento. O histórico pacifista foi ressaltado”.

“A CBF não tem penetração e influência na Conmebol. Isso se estende aos clubes brasileiros. O Santos foi punido (no caso Sánchez), sendo que havia consultado a situação do jogador no site da Conmebol. É uma entidade que sempre me assusta. Estou extremamente preocupado, pois qualquer coisa pode acontecer".

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

936 pessoas já votaram