Texto por Colaborador: Redação 05/04/2020 - 02:24

Sem treinar há quase quatro anos, o ex-jogador e agora técnico Paulo Roberto Falcão tem usado o período de isolamento para ler livros sobre táticas e assistir a jogos antigos. Em entrevista concedida neste sábado (4) ao portal Torcedores.com (assinada pelo jornalista Daniel Servidio), o ídolo colorado atualizou sobre suas reflexões futebolísticas, o motivo por não assumir nenhum clube e o momento crítico de pandemia vivido ao redor do mundo. Confira os principais trechos:

Últimas reflexões sobre o futebol: “É preciso trabalhar a questão psicológica dos atletas. Em um time, são eles que fazem a diferença, e é preciso que tenham as condições ideais”, afirmou. Falcão completou o raciocínio com uma frase que não é de autoria própria, mas é sempre citada em palestras dadas pelo treinador: “O ruim da vitória é que ela não é definitiva; o bom da derrota é que também não é definitiva”.

Porque ainda não assumiu um novo projeto: “Futebol não é uma coisa muito simples. Meu objetivo não é montar um time que tenha performance, que fique perpetuado na história, senão a vitória vira apenas estatística”,

Crise devido ao Covid-19: “Estamos passando por um momento em que cada um precisa ajudar um pouco. É importante contribuir no trabalho social do país. É um momento crítico. Todos precisam se dar conta disso. Estamos enfrentando um adversário complicado, mas que fica menos difícil se houver parceria, diálogo e bom senso”.

Categorias

Ver todas categorias

Você aprova a renovação de contrato de Rodrigo Dourado?

Sim

Votar

Não

Votar

666 pessoas já votaram