Texto por Colaborador: Redação 10/07/2021 - 18:30

No GreNal dos desesperados, o Inter foi o vencedor "moral", se é que podemos falar assim. Com Aguirre escalando uma formação sem invencionices, um Grêmio completamente aos farrapos esteve sempre mais perto de perder dentro da Arena, na abertura da 11° rodada. Após uma etapa inicial com grandes chances coloradas, no segundo o rival até melhorou na marcação, mas graças somente ao goleiro Chapecó não viu sua primeira derrota no Humaitá para o Saci desde 2014. No lado vermelho, pode-se dizer que o empate foi frustrante tendo em vista que será difícil enfrentar outro Grêmio tão perdido durante 90 minutos. Ganhamos um ponto mas deixamos de "matar" os tricolores, tendo a faca e o queijo na mão.

O placar zerado não serve para os rivais, que se complicam ainda mais na tabela. O Tricolor segue na lanterna, agora há nove jogos sem vencer. O Colorado estaciona em 14º, com 11.

Na sequência, o Internacional visita o Olimpia na quinta-feira, pelo duelo de ida das oitavas da Libertadoress, às 21h30. Pelo Brasileiro, recebe o Juventude no domingo, às 20h30, no Beira-Rio.

JOGO

 Um primeiro tempo em que o Inter deixou de ganhar. Enfrentando um Grêmio claramente nervoso, os colorados partiram para cima e por muito pouco não marcaram com Yuri Alberto 2x e Patrick. Quase sempre vivendo de ligação direta para Diogo Souza, o Grêmio até chegava - sobretudo em erros na saída de bola alvirrubra - e assustou em alguns momentos, mas sem conseguir finalizar. Aos 34' veio a melhor oportunidade do jogo até então: Taison na cara de Chapecó, bateu sobre o goleiro, que novamente salvou o empate. Até a ida aos vestiários foram 4 disparos gremistas conra 6 vermelhos, com o SCI tendo as melhores chances e perdendo uma grande oportunidade frente um dos primeiros tempos mais fracos do Grêmio na história recente.

 Na etapa final Felipão recuou suas linhas, deu campo ao Inter, e os donos da casa melhoraram, passando a assustar nos contra-ataques. O SCI até tentava criar, mas sem nenhuma criatividade, só chegou com perigo à meta de Chapecó nos últimos 10 minutos com Patrick e Yuri. No outro lado, Daniel era um mero espectador, mas viu Diego Souza quase abrir o placar em tentantiva de cobertura. No total, 11 disparos gremistas conra 15 colorados e um empate que se fui ruim para alguém, certamente foi para o Grêmio.

DESTAQUE POSITIVO: DOURADO, BRUNO MÉNDEZ, YURI ALBERTO

FICOU DEVENDO: TAISON, EDENÍLSON

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO (0) Gabriel Chapecó; Rafinha (Vanderson, 29'/2ºT), Geromel, Kannemann e Cortez; Fernando Henrique e Victor Bobsin; Alisson, Douglas Costa (Jean Pyerre, 21'/2ºT) e Ferreira (Léo Pereira, INT.); Diego Souza (Ricardinho, 21'/2ºT). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

INTER (0) Daniel; Saravia, Bruno Méndez, Víctor Cuesta e Moisés (Paulo Victor, 20'/2ºT); Rodrigo Dourado; Edenilson (Johnny, 27'/2ºT), Taison (Boschilia, INT.), Caio Vidal (Thiago Galhardo, 20'/2ºT) e Patrick; Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre.

Cartões amarelos: Bruno Méndez (I), Rodrigo Dourado, Victor Bobsin (G)
Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza, auxiliado por Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luis Marques. VAR: Márcio Henrique de Góis (quarteto paulista).
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

 


Categorias

Ver todas categorias

Aguirre é a escolha certa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1394 pessoas já votaram